Entretenimento / Fama

AUTOESTIMA

De biquíni transparente, Klara Castanho revela que demorou a aceitar corpo

Quinta-Feira, 10/01/2019, 14:33:42 - Atualizado em 10/01/2019, 14:33:42 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Klara Castanho animou seus seguidores ao posar de biquíni transparente. A atriz, que completou 18 anos em outubro, recebeu elogios e foi chamada de "ousada". Outros fãs se perguntaram quando a ex-atriz mirim havia crescido e se tornado um mulherão. E houve garotas que ficaram com a autoestima lá embaixo, o que preocupou Klara.

A atriz pediu para suas fãs não compararem seus corpos e revelou ter demorado a se aceitar como é, tanto que precisou deixar de seguir uma pessoa a quem se comparava --e se frustrava por não ter a mesma aparência.

Visualizar esta foto no Instagram.

Êeee verão 💛

Uma publicação compartilhada por Klara Castanho (@klarafgcastanho) em

 

"Postei essa foto de biquíni e vi um monte de meninas comentando: 'Nossa, minha autoestima foi para o lixo' ou coisas do tipo. Não façam isso com vocês. Não se comparem comigo, e não só comigo. Não se comparem com ninguém. A gente não é igual a ninguém. Não temos o mesmo corpo, não temos o mesmo biotipo e tudo bem, cada um tem a sua beleza. A gente precisa se entender e gostar de nós mesmos", aconselhou Klara.

"Digo isso porque passei por uma fase muito grande de aceitação minha, e nessa época tive que deixar de seguir uma pessoa, porque eu ficava me comparando, eu ficava vendo o corpo dela e: 'Hum... eu quero esse corpo, eu quero ter o corpo dela, o meu corpo não é suficiente'. Precisei me respeitar e me entender o suficiente para ver que aquilo não me fazia bem", revelou.

"Entendi que não sou igual a ninguém e ninguém é igual a mim. Eu vou entender que sou bonita de qualquer jeito e que gosto de mim de algum jeito. Não há como me comparar porque não vou ter o que o outro tem, porque eu simplesmente quero ter. A gente tem que se amar como a gente é. É clichê, mas é necessário. Aceitem-se. Amem-se. Não se comparem, pelo amor de Deus. É o pior que a gente pode fazer", ensinou.





Comentários

Destaques no DOL