Notícias / Pará

AJE PARÁ

Empresários jovens paraenses têm oportunidades de progredir e fugir da burocracia

Segunda-Feira, 10/12/2018, 12:38:14 - Atualizado em 10/12/2018, 12:39:04 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Empreender nem sempre é uma tarefa fácil: além das inúmeras dificuldades burocráticas encontradas, a falta de redes de apoio também faz com que muitos empresários desistam ou não consigam progredir nas empreitadas. Pensando nesses obstáculos, um grupo de empreendedores criou a Associação dos Jovens Empresários  do Pará (AJE Pará), que oferece um sistema de negócios com reuniões, trocas de ideias, plataformas virtuais e até mesmo missões internacionais para quem quer viver o sonho do próprio negócio.

Criada há aproximadamente dez meses, a AJE surgiu da necessidade de um sistema que diminuísse a burocracia e incentivasse a ação empreendedora. “Percebemos que precisávamos de algo menos institucional e com mais ações. O nosso lema é de que o mundo é de quem age”, explica Israel Athayde, presidente e um dos fundadores da AJE Pará.  

Visualizar esta foto no Instagram.

A política, que deveria ser a arte de gerir o bem comum, passou a ser a de chegar ao poder e permanecer nele indefinidamente. E nesse momento de crise ética e moral que passamos , a Associação de Jovens empresários do Pará - AjePa pede que cada associado reflita bem em quem votar , não vote por amizade , não vote por que você vai barganhar , vote pelo que é justo e certo. Vamos expulsar o jeitinho Brasileiro e colocar e preparar verdadeiros líderes. A Aje por ser apartidária deixa livre a todos seus associados a escolher seus candidatos. Então amanhã haverá o momento único de mudar , mas não espere os outros mudarem , você deve mudar. Não esperem um herói , seja o herói , seja no momento de ajudar o próximo , seja no momento de levantar quem precisa de auxílio , seja no momento de devolver o troco errado , seja em não mexer no que não te pertence. Seja o herói no momento de agir , por que o mundo é de quem aje!!! Bom voto a todos!!! . . . Israel Athayde Presidente da Aje Pará #Aje #AjePará #Conaje #Belem #Para #Brasil

Uma publicação compartilhada por Israel Athayde (@israel.athayde) em

 

A AJE Pará é filiada às confederações Nacional e Internacional de Jovens Empresários e funciona como um sistema de negócios de escala global: são promovidas reuniões e troca de ideias entre empreendedores locais associadas, inclusive com participação de especialistas nacionais e internacionais que possam ajudar a desenvolver os empreendimentos.

“A nossa ideia é criar criar líderes e empreendedores. Que nossos empresários tenham orgulho e estar aqui [no Pará] e produzir negócios no Estado. Queremos mostrar que eles não precisam sair daqui para ter sucesso”, diz Israel.

Uma das iniciativas da associação, por exemplo, é a promoção de missões internacionais de negócios, como a que será realizada no próximo mês de fevereiro para Israel, com foco na área de energia renovável. Outras viagens também estão sendo programadas para países como China e Portugal.

“Outra vantagem da AJE é que possuímos diplomatas de negócios da associação pelo mundo. São paraenses e outros brasileiros que estão na China, Israel, Catar, Inglaterra, França. Eles ajudam a atrair os nossos produtos, enquanto nós os ajudamos a atrair os produtos deles para cá. O ideal é desenvolver e criar um grande container de produtos de jovens empresários do Pará”, continua o presidente da AJE.

Programas sociais

Outro foco de atuação do grupo é a promoção da cultura do empreendedorismo na sociedade paraense, por meio de palestras e cursos oferecidos a alunos de escolas públicas e particulares. A qualificação também é estendida, muitas vezes, para os pais desses estudantes e para os professores.

“Temos uma premissa de que tudo que produzimos, devolvemos para a sociedade. Queremos desenvolver a ideia de sistema de negócios entre as crianças. Estamos, inclusive, planejando uma simulação de network entre alunos de escolas públicas e particulares”, ressalta Israel.

“Meu filho de seis anos tem uma startup de robótica e games. Ele já está desenvolvendo o robô dele. Aguço nele essa mentalidade. Imagina se pudermos fazer isso por diversos alunos de escolas públicas e particulares, se pudermos fazê-los ver que eles podem ir muito além”, complementa o presidente da AJE.  

Empreendedorismo feminino, startups e projetos futuros

Outro carro-chefe da associação é o projeto “AJE Mulher”, que busca incentivar mulheres a se tornarem empreendedoras, emponderando-as e as capacitando para que sejam figuras de destaque no mercado local e nacional.

Há ainda diversas ações que serão lançadas no início de 2019 e devem levar os empreendedores paraenses para níveis maiores no mundo corporativo: por exemplo, será apresentado, no próximo dia 15 de fevereiro, em Brasília, o primeiro Banco Virtual do jovem empreendedor, com cartões virtuais, plataforma de incentivo a investimentos, sistema de incentivo a exportações e importações, além de vantagens como descontos exclusivos em produtos e serviços em cinemas e outros estabelecimentos para os associados.

“Estamos criando um mundo das AJEs, diminuindo o espaço entre as associações de todos os países”, explica Israel Athayde.

Outros projetos da associação são o AJE Lab, que é um sistema de inovação de startups, e a AJE Academy, que será lançada também em fevereiro de 2019, e oferecerá cursos a prefeitos, vereadores e secretários que desejam se candidatar nas eleições de 2020.

Na AJE Academy, serão oferecidos módulos de negócios públicos, gestão pública, além da disciplina de 70 Medidas contra Corrupção.

Associação

Quem quiser se associar à AJE, pode entrar em contato com o grupo, e será realizada uma imersão para saber se o interessado possui a disposição necessária para participar ativamente do sistema de negócios oferecido pela rede.

Segundo Israel Athayde, o que definirá o sucesso na participação dentro da associação, é vontade de agir e inovar no mundo corporativo, independente de ser um pequeno, médio ou grande empreendimento.

“Qualquer um que queira empreender pode nos procurar. Querendo empreender, você já pode se sentir um jovem que age”, conclui o presidente.

(DOL)





Comentários

Destaques no DOL