Notícias / Pará

VIOLÊNCIA SEM FIM

Morador de rua é queimado vivo em Parauapebas enquanto dormia

Quinta-Feira, 25/10/2018, 13:15:19 - Atualizado em 25/10/2018, 13:49:43 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Morador de rua é queimado vivo em Parauapebas enquanto dormia (Foto: Reprodução)
A vítima foi encontrada com o corpo totalmente em chamas em uma calçada pública. (Foto: Reprodução)

Um morador de rua identificado como Edmilson Gomes de Anchieta, de 36 anos, foi vítima de uma agressão quase fatal na madrugada desta quinta-feira (25), na Avenida Cristo Rei, no Bairro Rio Verde, em Parauapebas, no sudeste paraense. O homem teve seu corpo coberto por gasolina e em seguida, o agressor ateou fogo no mesmo. 

Segundo informações do Corpo de Bombeiros do município, a corporação foi acionada por volta das 00h15 para atender a ocorrência. Ao chegar ao local, a equipe se deparou com o corpo do homem totalmente em chamas em uma calçada pública.

“Chegamos às pressas ao local e foi detectado que se tratava de um morador de rua. Após algum momento, percebemos que foi jogado gasolina sobre ele, enquanto o mesmo estava dormindo, e logo após atearam fogo no mesmo. Quando chegamos ao local, avistamos o corpo totalmente em chamas e fizemos os primeiros atendimentos com a ajuda de um morador que reside nas proximidades onde o crime foi realizado. Conseguimos controlar as chamas e encaminhamos a vítima ao Hospital Municipal de Parauapebas”, relatou o sargento Neto, do Corpo de Bombeiros.

Leia mais

O estado da vítima é considerado delicado, já que a equipe médica detectou que 100% do corpo do homem foi atingido pelas chamas. Em algumas áreas, o mesmo apresenta queimaduras de quarto grau, que ocasiona lesões profundas no tecido, podendo atingir os ossos. 

Ainda segundo os bombeiros, Edmilson só resistiu aos ferimentos, por conta de uma chuva que caiu durante a madrugada na cidade. “A chuva ajudou a apagar as chamas. Se não tivesse chovido no momento da ocorrência, com certeza o dano teria sido maior e a vítima tinha vindo a óbito”, relatou Nelson.

O caso será investigado pela Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, que vai abrir inquérito para descobrir quem foi responsável pelo crime. 

(Com informações do portal Pebinha de Açucar)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL