Notícias / Pará

BELÉM

Dia de São Francisco de Assis é comemorado com muita fé

Quinta-Feira, 04/10/2018, 08:39:19 - Atualizado em 04/10/2018, 09:29:25 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Dia de São Francisco de Assis é comemorado com muita fé (Foto: Reprodução)
Imagem da Paróquia São Francisco de Assis (Dos Capuchinhos) em Belém. (Foto: Reprodução)

Nesta quinta-feira (4) comemora-se o dia de São Francisco de Assis, conhecido no catolicismo como o protetor dos animais. Em Belém, a 'celebração das Vésperas' começa às 17h30 na Paróquia São Francisco de Assis (Igreja dos Capuchinhos), seguida por uma missa às 18h30 e posteriormente a procissão pelas ruas do bairro de São Brás, por volta das 19h. 

As fetividades para São Francisco de Assis começaram no dia 25 de setembro e terminam hoje por volta das 22h. A paróquia fica locaizada na travessa Francisco Caldeira Castelo Branco, 1541.  

HISTÓRIA

São Francisco de Assis nasceu em Assis, na Itália, em 1182. Era filho de Pedro Bernardone, um rico comerciante, e Pia, de família nobre da Provença. 

Em 1203, de volta à sua cidade natal, entregou-se a uma vida regada de festas. Em 1206, orando na Capela de São Damião, ouviu um chamado de Cristo que dizia. “Vá, Francisco e restaure minha casa”. Desde então, dedicou-se ao serviço de Deus e dos mais necessitados. Em 1208 fez votos de pobreza e começou a pregar a sua doutrina.

Acompanhado dos primeiros discípulos pediu autorização ao papa para fundar uma irmandade. Em 1204 fundou a "Ordem dos Irmãos Mendigos de Assis" e se instalou em cabanas nas montanhas, decidido a cumprir fielmente as Escrituras Sagradas, renunciando qualquer forma de propriedade, recusando mesmo ter uma igreja, vivendo das doações que recebe.

Em 1215, o Concílio de Latrão reconhece a "Ordem dos Franciscanos", que já reúne inúmeros discípulos vindos de toda a península italiana. Iniciou uma grande peregrinação até o Oriente, para “converter os infiéis”. Na volta, em 1221, o papa Honório III impõe uma “regra” mais branda para a Ordem.

Em 1224, decepcionado, Francisco deixa a direção da Ordem e junto com três discípulos, opta pela vida na floresta, em contato com os animais. Doente e debilitado, é conduzido a Assis, onde quer morrer. Durante a viagem, os fiéis correm ao encontro do “santo”.

São Francisco de Assis morreu em Assis, na Itália, no dia 3 de outubro de 1226. Dois anos depois de sua morte, foi canonizado pelo papa Gregório IX.

Ao longo dos séculos, São Francisco foi admirado por seu voto de pobreza, humildade, liberdade religiosa, além da grande bondade com todos os seres vivos, em especial os animais.

Não existiu homem que fosse estranho ao seu coração: leprosos, bandoleiros, nobres ou plebeus; todos eram seus irmãos. Mais ainda, ninguém como ele irmanou-se tanto com o universo: foi irmão do Sol, da água, das estrelas e dos animais. 

Em 1979, o Papa João Paulo II proclamou-o santo patrono dos ecologistas.

Oração de São Francisco de Assis:

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.

Onde houver ódio, que eu leve o amor;

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;

Onde houver discórdia, que eu leve a união;

Onde houver dúvida, que eu leve a fé;

Onde houver erro, que eu leve a verdade;

Onde houver desespero, que eu leve a esperança;

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;

Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, Fazei que eu procure mais

Consolar, que ser consolado;

compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado.

Pois é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna.

(DOL)





Comentários

Destaques no DOL