Esporte / Pará

OPORTUNIDADE

Para amistoso contra a Tuna, Remo quer fechar pacote com atletas visando próxima temporada

Sexta-Feira, 21/09/2018, 08:11:41 - Atualizado em 21/09/2018, 08:11:41 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Para amistoso contra a Tuna, Remo quer fechar pacote com atletas visando próxima temporada (Foto: Fernando Araújo)
Edno, atacante que aportou no Remo em 2016, é um dos que negociam presença no jogo-treino contra a Tuna (Foto: Fernando Araújo)

Se para alguns o amistoso entre Clube do Remo e Tuna Luso, marcado para o próximo dia 29, um sábado, no estádio Mangueirão, em Belém, é visto como uma pelada de final de ano, a diretoria de futebol da agremiação azulina garante aos críticos que o evento faz parte de uma estratégia de receita, além da introdução ao plantel de jogadores para 2019.

Sobre as despesas eventuais que o Remo poderá ter, por exemplo, os cartolas adiantaram que entrarão em campo sem nenhuma pendência financeira aos responsáveis da praça esportiva, já que um parceiro deverá ser responsável pelo pagamento do aluguel e de outros gastos. Outro fator a ser destacado é na busca por patrocínios para o duelo e, em caso de receptividade positiva da torcida, outros amistosos poderão ocorrer até o encerramento das atividades da atual gestão. 

“Não é apenas um jogo, é um mecanismo para ficarmos em contato com o nosso torcedor. E através disso, atrair novos parceiros que confiam no retorno, justamente pela resposta do nosso torcedor. É explorar a marca em cima do carro-chefe”, explicou Rafael Dahas, diretor comercial.

Elenco 

Outro detalhe importante que os cartolas destacam é a participação de determinados jogadores. Ontem à tarde, por exemplo, em publicação nas redes sociais, foi confirmada a presença do volante Yuri, que atuou no Leão em 2016, mas que hoje pertence ao Botafogo-SP. Além da presença dos jogadores que fizeram parte do plantel desse ano, a participação de atletas de fora é uma tática para, em caso de avaliação positiva, poder contar com os atletas para o próximo ano. 

“É importante frisar que estamos tratando com atletas que têm carinho pelo nosso clube. O Yuri é um deles. Temos em mente o Edno. Claro que são jogadores de categoria e esse pode ser, sim, um ponto de partida. Mas precisamos respeitar o vínculo de cada um. Por isso, ainda não queremos soltar quem poderá vir, mas adianto que estamos fechando um pacote com 10 jogadores para o amistoso”, destacou Rafael Dahas.

Quem está “selado” no duelo é só elogios. “O Remo é um clube grande e com uma torcida gigante. Qualquer coisa que for feita para dar retorno a eles, é sempre bem-vindo”, disse o volante Vacaria.


Aqui você vai encontrar materiais esportivos de todas as marcas. Camisas de grandes clubes nacionais e internacionais. Acesse e confira!

(Matheus Miranda/Diário do Pará)





Comentários

Destaques no DOL