Notícias / Pará

CULTURA

Arraial do Pavulagem atrai milhares no adeus ao arrastão da quadra junina

Segunda-Feira, 09/07/2018, 07:24:47 - Atualizado em 09/07/2018, 07:52:49 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Arraial do Pavulagem atrai milhares no adeus ao arrastão da quadra junina (Foto: Ney Marcondes/Diário do Pará)
O grupo comemorou 15 anos do cortejo junino e, com patrocínio da Vale, conseguiu fazer a alegria dos brincantes (Foto: Ney Marcondes/Diário do Pará)

O último arrastão do Arraial do Pavulagem levou milhares de pessoas à avenida Presidente Vargas e Praça da República, na manhã de ontem (8). Foram quatro domingos intensos de festa e cortejo atrás do boi mais famoso de Belém.

A linguagem artística de rua, misturada com elementos musicais genuinamente amazônicos, faz da manifestação um espaço de festa para pessoas de todas as idades e classes sociais. A aposentada Maria das Graças, 68 anos, é assídua no arrastão há cinco anos. Ela é do tipo que ignora a idade e aproveita a programação para se divertir. “Amo tudo isso aqui, é muito bom, não tem dor, nem cansaço, é só alegria”, garante.

O gosto pelo arrastão é uma cultura que passa de geração em geração. A pedagoga Valéria Castro, 36, acompanha a programação todos os anos desde adolescente. Ela faz questão de levar o filho, de apenas 4 anos, para participar e tomar gosto desde cedo pela cultura popular. “Quero passar pro meu filho que temos de valorizar a nossa cultura”, destaca.

PASSOS

O arrastão mistura danças e brincadeiras que acontecem ao longo do cortejo. O ritmo e as danças imitam a arte circense. Dos pés dos coreógrafos nascem os tradicionais passos repetidos por centenas de pessoas.

São mais de 500 integrantes do Batalhão da Estrela, divididos entre dança e percussão, encarregados de garantir a festa. “É o som do tambor, do som da Amazônia fazendo o colorido das ruas e levando energia pra todo mundo”, diz a vice-presidente do Instituto, Patrícia Barbosa.

O presidente do Instituto, Júnior Soares, avalia que o evento deste ano foi positivo e avançou em alguns quesitos, como a mobilidade dos participantes ao longo do trajeto e na educação ambiental, recolhendo o lixo deixado pelos brincantes.

Para ele, apesar dos momentos de dificuldade financeira, o grupo conseguiu sensibilizar agentes públicos e a Vale, o que viabilizou a realização do evento. “Conseguimos alcançar as pessoas de forma responsável e projetar melhor o arrastão para o ano que vem”, comentou Soares.

PARA ENTENDER

O projeto é realizado pelo Instituto Arraial do Pavulagem, que celebra 15 anos em 2018, e conta com o patrocínio da Vale, garantindo a realização das oficinas no segundo semestre e do Arrastão do Círio, no mês de outubro. O Arraial do Pavulagem nasceu em junho de 1987 e continua sendo uma das maiores expressões culturais da cidade.

(Diário do Pará)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL