Notícias / Pará

DENÚNCIA

Áudio indica acordo entre procuradora e juiz de Igarapé-Miri para beneficiar prefeito

Sábado, 05/05/2018, 10:01:55 - Atualizado em 05/05/2018, 12:12:56 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Áudio indica acordo entre procuradora e juiz de Igarapé-Miri para beneficiar prefeito (Foto: Divulgação)
Antoniel Miranda assumiu a administração de Igarapé-Miri (Foto: Divulgação)

Em 19 de fevereiro de 2018, a Câmara Municipal de Igarapé-Miri decidiu cassar o prefeito Ronélio Antônio Rodrigues Quaresma (MDB), mais conhecido como Toninho Peso Pesado. Em seu lugar, quem assumiu foi o vice-prefeito, Antoniel Miranda (PEN). Os envolvidos no processo de afastamento, chefiado pelo vice, alegaram seis irregularidades para poder cassar Toninho. Após investigações, três delas já foram derrubadas.

Nos últimos dias, o DOL teve acesso a um áudio que seria da conversa de Antoniel com um empresário da cidade. Na gravação, ele pede cerca de R$30 mil para "ajudar" alguns vereadores. A propina resultante da extorsão seria utilizada para "pagar" três vereadores. 

Agora, outra gravação mostra que o esquema é mais amplo e envolveria até mesmo os representantes jurídicos do município.

No áudio, que ainda não passou por perícia, é possível ouvir de Sylber Lima, procuradora do município, conversando com outra pessoa não identificada. Em sua fala, ele cita Anne Veloso, procuradora da Câmara Municipal. Ele diz que a "Doutora Ane" possui uma estratégia que "Doutor Lauro" passou a ela. A estratégia seria uma forma de manter Toninho afastado o "Dr Lauro", seria o juiz Lauro Alexandrino Santos. Ouça:

A proximidade dos juristas e do prefeito é algo que já foi questionado recentemente. No dia 11 de abril, foi protocolada uma representação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o juiz Lauro Alexandrino, da Comarca do município, por demora no julgamento de um pedido liminar sobre um mandado de segurança impetrado no último dia 27 de fevereiro.

No documento enviado ao CNJ, o advogado de Ronelio Quaresma cita os áudios divulgados em que há um suposto diálogo sobre os processos envolvendo Ronelio. Na conversa, um interlocutor afirma que um “juiz tá segurando lá porque ele tá dando um tempo pra gente poder ajeitar lá pela câmara a situação do afastamento”.

Após tal processo, Anne Veloso fez uma intervenção Amicus Curiae ("amigo da corte", expressão em Latim utilizada para designar uma instituição que fornece subsídios às decisões dos tribunais). Ela foi, então, defender o juiz, o que foi comemorado por Sylber Lima pelo facebook:

O "somos mais fortes" seria então o resultado do conluio envolvendo procuradora do município, procuradora da Câmara, juiz da Comarca do município e o prefeito.

Além disso, de acordo com uma fonte, quando a defesa de Toninho deu entrada em um pedido de representação do juiz no Tribunal de Justiça do Estado, houve curiosamente dois novos afastamentos do ex-prefeito, o que aumentou as suspeitas sobre retaliação.

Os processos seguem no TJ e devem ter um resultado em até dez dias.

(Enderson Oliveira/DOL)





Comentários

Destaques no DOL