Notícias / Pará

TELEFONIA

Justiça determina melhoras no serviço da operadora TIM

Quarta-Feira, 18/04/2018, 08:02:31 - Atualizado em 18/04/2018, 08:02:31 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Justiça determina melhoras no serviço da operadora TIM (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

O juiz da 3ª Vara Cível de Parauapebas, Manuel Carlos de Jesus Maria, condenou na última terça-feira (17), a empresa de telefonia Tim a oferecer, no prazo de 90 dias, serviço de telefonia no município em nível superior aos parâmetros mínimos fixados nas normas da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As taxas de conexão de dados devem ser de 2G, 3G e 4G, sob pena de multa diária de R$ 5 mil.

A empresa também foi condenada a pagar as custas processuais e honorários advocatícios, que ficou fixado em 10% do valor da causa. A Ação Civil Pública foi movida pela Defensoria Pública do Pará, em razão dos vícios na prestação de serviços de telefonia celular aos consumidores de Parauapebas.

De acordo com os autos, a Anatel apresentou, em 2016, um relatório da qualidade dos serviços prestados pela ré, no qual foram constatados índices inferiores aos padrões legais na Taxa de Conexão de Dados (cinco meses abaixo do padrão), Taxa de Conexão de Dados (2G) (seis meses abaixo do padrão). “Nesta regulamentação, não se exigiu das concessionárias a perfeição na prestação do serviço público de telefonia, aceitando percentuais que, mesmo diferentes de 100%, permitem considerar o serviço como de qualidade. Tal constatação só serve para ratificar a conclusão de que os serviços de telefonia móvel no município de Parauapebas, além de não atingirem a perfeição (ótimos), sequer respeitaram, em alguns parâmetros, os mínimos prefixados pela Anatel para caracterização de um serviço como de boa qualidade”, ressaltou o magistrado, em sua decisão.

(Diário do Pará)





Comentários

Destaques no DOL