Notícias / Polícia

SUSPEITO PRESO

Morte de sindicalista em Soure é desvendada

Terça-Feira, 10/04/2018, 22:46:41 - Atualizado em 10/04/2018, 22:46:41 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Morte de sindicalista em Soure é desvendada (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Foram necessários quase cinco meses de intensa investigação para se chegar a conclusão do cenário que envolveu a morte do sindicalista e servidor público Raimundo Otávio da Silva Conceição, de 41 anos, ocorrida em novembro de 2017, em Soure, no Marajó.

Nelrison Gabriel Costa Do Espírito Santo, de 19 anos, oriundo de Icoaraci, distrito de Belém, foi preso no último domingo (8). Ele confessou o crime e relatou detalhes da situação que se desenrolou até a morte da vítima.

Segundo o acusado, os dois conversaram ainda na praça da cidade e beberam juntos para, em seguida, irem juntos até a residência da vítima onde mantiveram relação com a promessa de que lhe fosse disponibilizado um valor em dinheiro, o que não ocorreu.

Os dois passaram a discutir e travaram luta corporal, com o autor dando uma gravata na vítima, que lhe tirou os sentidos. Em seguida, foi utilizado um fio elétrico para estrangular a vitima e concluir com a sua morte.

A moto e um aparelho celular de Raimundo Otávio ainda foram levados, logo após o crime. O celular foi vendido em Salvaterra pelo valor de R$400 e a moto teria sido escondida na vila de Caldeirão, também em Salvaterra, localidade onde Nelrison ficou usando a moto por cerca de três meses e depois foi vendida para um mecânico em Soure.

“O fato ocorreu exatamente num momento em que ocorria uma grande festa na cidade, quando muitas pessoas estranhas estavam em Soure, devido ao Círio da Padroeira que estava sendo realizado naquele final de semana. Isso dificultou muito nosso trabalho de investigação” explicou o delegado Dauriedson Bentes.

Nelrison já foi encaminhado para uma casa penal em Belém onde vai aguardar julgamento e deverá responder por homicídio triplamente qualificado e furto qualificado.

(Com informações de Dario Pedrosa/Correspondente no Marajó)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL