Entretenimento / Fama

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Diego enfrenta hoje o segundo paredão no BBB 18 ao lado de amigos

Terça-Feira, 13/03/2018, 09:16:46 - Atualizado em 13/03/2018, 09:16:46 Ver comentário(s) A- A+

Diego enfrenta hoje o segundo paredão no BBB 18 ao lado de amigos (Foto: Reprodução)
Diego enfrenta mais uma vez o paredão, dessa vez junto com os Patrícia e Caruso, indicados pela mesma turma que colocaram no fogo antes. (Foto: Reprodução)

O paredão desta semana no BBB 18 é, nas palavras de Tiago Leifert, uma vingança ao paredão da semana passada (Gleici, Paula e Mahmoud). Ou seja, desta vez, quem terá que disputar os votos do público são a turma rival, de Patrícia, Diego e Caruso. Na formação de paredão, o anjo Wagner deu a imunidade para Viegas para selar a paz. Os dois amigos haviam brigado e trocado acusações durante a semana, mas se resolveram em uma DR durante o almoço do anjo. “Ele é um cara que eu sei que posso contar em todos os momentos aqui na casa”, se declarou Wagner ao amigo.

Em seguida, as líderes Paula e Jéssica indicaram Caruso. Patrícia já havia sido indicada por Gleici na sexta-feira. Diego, na hora de dar seu voto, disse já esperar a indicação. “Que venha mais um paredão”, disse ele no confessionário, depois de não ter previsto uma virada no jogo com a volta da Gleici. 

MAIS UM DESAFIO 

O paraense Diego Sabádo começou o programa firmando alianças, calculando as probabilidades e buscando ganhar as provas. Acabou sendo identificado como um estrategista e, para muitos, como um dos “vilões” do programa, por combinar votos. 

Para a família dele, que divulgou nota sobre a ida de Diego a mais um paredão – ele foi o mais votado da casa desta vez -, o paraense tem sido um dos protagonistas desta edição 18, especialmente por fugir do perfil da maioria dos participantes. “Ao invés de curtir o BBB como um resort em temporada de férias, Diego  não brinca em serviço. Ele tem foco total!”

O que teria mudado, para a família de Diego, é que agora os outros jogadores resolveram seguir a cartilha que o paraense ensinou e armar os votos. “Estamos confiantes de que dessa vez ele vai ser coadjuvante, vai ser o menos votado. Queremos ele mais uma semana na casa”, diz a prima do paraense, Tayanne Sabádo. 

Tayanne diz que, conhecendo Diego, a família não acredita que ele tenha se desestabilizado com a volta de Gleici. “A casa estava precisando de uma estremecida mesmo, mas isso não abalou o jogo dele, apenas fez ele ver quem realmente está como seu aliado”.

E esse paredão será difícil para quem está aqui do lado de fora, exatamente por ser um paredão entre aliados. “Estamos tentando focar só no #ficaDiego e deixamos os fãs dele livres para decidir em quem é melhor votar para ele ficar. As torcidas fazem seus mutirões de votação de hora em hora e estão fazendo o máximo para que ninguém saia com um alto índice de rejeição. Essa é a nossa estratégia”, diz Tayanne.

Segundo a noiva de Diego, Zakiee Hage, a família não está torcendo pela saída de Patrícia. “Somos gratos à lealdade e cuidado que a Patrícia dedicou a ele desde o início do jogo. Nossa mobilização consiste apenas em deixar o Diego mais tempo na casa”.

(Diário do Pará com Folhapress)







Comentários