Entretenimento / Cultura

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Artistas paraenses animam vários Carnavais pelo Brasil afora

Sexta-Feira, 09/02/2018, 08:55:49 - Atualizado em 09/02/2018, 09:07:31 Ver comentário(s) A- A+

Artistas paraenses animam vários Carnavais pelo Brasil afora (Foto: Divulgação)
Pinduca compôs até marchinha nova para bloco maranhense. (Foto: Divulgação)

O carimbó, o tecnobrega, as guitarradas, a cúmbia e o brega. Essa diversidade da música paraense vai embalar muitas folias pelo Brasil afora neste Carnaval. Isso porque diversos artistas do Pará estarão espalhados pelo país, levando a nossa sonoridade para os dias de festa.


O Maranhão, por exemplo, vai se render à Gaby Amarantos, que pela primeira vez coloca São Luís em sua rota no Carnaval. Ela foi convidada pelo bloco Lamparina, onde seu conterrâneo Pinduca será um dos homenageados. 

“Carnaval do Maranhão é uma expectativa para mim, porque é superplural, cultural e vem crescendo a cada ano. E eu sou muito ligada à cultura do Maranhão, sempre gostei muito dos bois, da diversidade religiosa que eles têm, de ser um estado que valoriza as religiões africanas e de ter essa cultura que é prima do Pará. Fiquei muito feliz por eles homenagearem a nossa música paraense. E a gente vai fazer uma festa bem linda”, diz Gaby, animada.

Pinduca, então, é só alegria e compôs até machinha nova. “Estou muito feliz em participar do bloco Lamparina. Estarei lá no sábado, vou desfilar no domingo, 11, e vou lançar uma marchinha que fiz para o bloco, ‘A Luz da Lamparina’”, entrega o Rei do Carimbó.

No repertório há muito carimbó, é claro, mas ele promete tocar marchinhas antigas que sempre fazem sucesso no Carnaval. Já na segunda-feira, 12, o cantor se apresenta em Belém e na terça encerra o Carnaval em São Miguel do Guamá, nordeste do Pará.

Gaby Amarantos canta no Carnaval do Maranhão, Pernambuco e Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

Gaby tem caso de amor com Pernambuco

Além do Maranhão, o roteiro de Gaby Amarantos no Carnaval terá Recife e Rio de Janeiro, com um repertório em homenagem ao “Treme”, disco que completa 7 anos em 2018. E em Recife ela se sente em casa.

Foi no Carnaval de 2010, no Festival Rec Beat, que Gaby viu sua carreira ser reconhecida nacionalmente. Na época, lançou a música “Hoje Eu Tô Solteira”, uma versão de “Single Ladies”, da cantora americana Beyoncé, “Bêba Doida” e “Red Label ou Ice”. Foi ovaciona, chamada de diva e de Byoncé Paraense. 

“Meu coração é só gratidão ao Carnaval. A minha alma é de Carnaval, meu coração é igual. Carnaval é uma festa brasileira que eu amo desde que eu me entendo por gente. Então, sou muito grata a essa festa por ter me projetado para o Brasil. Depois do Carnaval eu vou lançar novidades e é muito bom começar meu ano musical por essa festa”, diz a cantora, que caprichou no figurino da folia. 

“O figurino é algo que eu preparo com muito amor. Esse ano eu estou com Valério Araújo, que é de Pernambuco; o Rodrigo Polar, que é um dos maiores personal stylists do Brasil; e Guilherme Rodrigues, estilista que fez as minhas primeiras roupas de led, que estava lá no comecinho comigo e que trabalha muito com tecnologia. Podem esperar que vai ser lacre atrás de lacre”, antecipa.

Combo Cordeiro abre a folia paraense no Sesc Vila Mariana, em São Paulo (Foto: Tyra de La-Rocque)

Mestre Solano toca no Carimbloco em São Paulo e Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

São Paulo terá Carnaval sabor de jambu

E m São Paulo, os ritmos paraenses embalam toda a programação do Carnaval do Sesc Vila Mariana. Amanhã a atração será o projeto Combo Cordeiro, de Manoel e Felipe Cordeiro, numa folia intitulada “Carnaval Jambu”. No domingo, 11, será a banda Bonjour Pará, formada pelos músicos Gil Duarte (flauta, trombone e voz), Marcos Maia (bateria), Adriano Salhab (teclados, voz e bandolin), Demétrius Carvalho (baixo) e Fernando Rischbieter (guitarra). Com composições próprias e releitura de clássicos paraenses, a banda apresenta um verdadeiro baile brega que promete não deixar ninguém parado. 

Na segunda-feira , 12, o guitarrista Lucas Estrela, apresenta show de seu segundo álbum, “Farol”. Encerrando a programação, na Terça-Feira Gorda sobe ao palco a banda Clarimbó, formada pelos músicos Antonio Novaes (teclado, banjo, guitarra e voz), Mayara Almeida (sax e flauta), Sidney Lima (percussão), Tony Karpa (bateria) e Marcelo Gabbay (baixo). 

ESTRELA

Além do Carnaval no Sesc Vila Mariana, a agenda do músico Lucas Estrela inclui uma participação especial já nesta sexta no primeiro show da banda colombiana Bulldozer no Brasil. O grupo, que usa batidas eletrônicas em uma empolgante mistura dos ritmos atuais da cena musical da Colômbia, se apresenta no Sesc Belenzinho, também em São Paulo, convidando ainda o guitarrista e produtor Ximbinha.

Em grande destaque na cena paraense por sua música instrumental, focada na guitarrada, carimbó e tecnobrega, Lucas Estrela segue também para sua primeira apresentação no carnaval em Fortaleza, sábado, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. No mesmo dia, se apresenta por lá o Uaná System, duo formado pelos paraenses Waldo Squash e Luan Rodrigues. No domingo, 11, Lucas estreia no Festival Rec Beat, em Recife. 

CARIMBLOCO

Outro que pega a estrada neste carnaval é Mestre Solano, que leva muita guitarrada para o Carimbloco em São Paulo, amanhã. O bloco foi idealizado pelo mestre santareno Silvan Galvão, que reside no Rio de Janeiro há cinco anos, e vai se apresentar na capital carioca no próximo dia 18. 

Durante o show de Solano será realizada uma homenagem ao Mestre Vieira, seu amigo e contemporâneo, que faleceu no ultimo dia 2, em Barcarena.

“Ele supertopou participar do bloco e vibrou de verdade, pois trata-se de mais uma oportunidade de divulgar a arte e cultura da boa música paraense. Certamente, um belo momento para homenagear nosso imortal Mestre Vieira”, diz Kátia Melo, filha do Mestre Solano e produtora. Antes de participar do bloco, o mestre recebe uma homenagem durante um coquetel na Associação Brasileira de Música e Artes (Abramus).

Pelo sétimo ano consecutivo Lia é atração em Recife (Foto: Divulgação)

Lia Sophia promete muito frevorimbó

O Carnaval do sambista Arthur Espíndola começou ontem poela “Queirogada”, a mais importante prévia do carnaval de Recife. No sábado, 10, ele solta a voz no Galo da Madrugada com a Nena Queiroga, que é a grande homenageada do carnaval da capital pernambucana este ano.

“Cantar no Galo da Madrugada para milhares de pessoas deve ser uma sensação emocionante e cantar na Queirogada, dividindo o palco com Alceu Valença, Roberta Sá, Elba Ramalho, Gaby Amarantos e tantos outros artistas que admiro, é muito especial”, diz, animado.

Já no domingo, 11, o sambista faz participações nos shows do Romero Ferro em Recife e Olinda. Depois, segue para o Rio de Janeiro, onde se apresenta no Camarote N°1, na Marquês de Sapucaí, no desfile das campeãs, no dia 17, a convite do cantor e compositor Dudu Nobre.

“Estou superanimado, vou estar em dois dos maiores carnavais do país e cantar pra tanta gente importante, convidado pelo Dudu Nobre, em pleno Carnaval do Rio de Janeiro, é uma oportunidade maravilhosa”, comemora Espíndola.

Mais experiente no assunto, pelo sétimo ano consecutivo, Lia Sophia passa o Carnaval em Pernambuco, com shows em Recife e Olinda, entre os dias 11 e 13 de fevereiro. “Para mim, é o melhor Carnaval do Brasil. Democrático e multicultural. Estou preparando muita curtição, folia e frevorimbó, frevo em ritmo de carimbó, que vai rolar nos shows. Na volta, ainda neste prrimeiro semestre tem clipe novo e turnê”, adianta a cantora.

(Aline Rodrigues/Diário do Pará)



Conteúdo Relacionado:





Comentários