Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

População de Cametá sofre com fumaça de lixão

Quinta-Feira, 07/12/2017, 08:18:59 - Atualizado em 07/12/2017, 09:25:52 Ver comentário(s) A- A+

População de Cametá sofre com fumaça de lixão (Foto: Via WhatsApp)
(Foto: Via WhatsApp)

Há cerca de uma semana, moradores de Cametá sofrem com a cortina de fumaça que toma conta da cidade, em especial no período da noite.

As queimadas seriam resultado tanto da queima de detritos no lixão que fica na comunidade do Mataquiri, como também por queimadas causadas pro produtores rurais que estão limpando terrenos para plantio.

 

Na noite da última quarta-feira (06), ainda foi possível ver uma neblina formada por fumaça. Foto: Via WhatsApp

Com a fumaça causada pelos dois processos, a saúde de muitos moradores foi afetada. Quem sofre com asma ou outros problemas respiratórios terminou sendo mais prejudicado ainda. "A situação está incontrolável. O povo está sofrendo em consequência disso", desabafou o Raphael Moraes, estudante de Agronomia. 

Desde os últimos dias, os Bombeiros atuaram para coibir as chamas, o que atenuou a fumaça em alguns bairros. Mesmo assim, deve ocorrer nesta quinta-feira (07) um protesto para pedir medidas mais eficazes contra a fumaça.

RESPOSTA

Diante do problema, a prefeitura da cidade divulgou uma nota informando que toda a fumaça que está condensada sobre a zona urbana de Cametá não é proveniente apenas do lixão, mas também é oriunda das inúmeras queimadas realizadas na zona rural do município.

Segundo a prefeitura, os campos naturais da Região ao longo das Estradas e vicinais adjacentes estão com plena atividade de queima difícil de controlar. Essas queimadas ganham tamanha dimensão em razão do clima seco da região, e também pela ausência de chuva por longo período o que propicía a propagação do fogo, a maioria dessas queimadas tem origem humana, sobretudo em função da queima de lixo e preparo de áreas para atividades agropastoril.

A Prefeitura informou ainda que está realizando uma força tarefa para combater os focos de incêndio no lixão de Cametá. Veja a nota na íntegra:

 

(DOL)





Comentários