Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Otite: o que causa e quais são os sintomas em cães e gatos?

Terça-Feira, 12/09/2017, 17:52:58 - Atualizado em 12/09/2017, 17:55:07 Ver comentário(s) A- A+

Otite: o que causa e quais são os sintomas em cães e gatos? (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Nos últimos dias você percebeu que seu pet está coçando as orelhas e balança a cabeça sem parar? Cuidado! O seu peludo pode estar com otite. A otite é uma inflamação do conduto auditivo que acomete cães e gatos. 

Para entender melhor sobre esse assunto, o DOL procurou a médica veterinária Aline Lima para explicar fatores que podem contribuir para o desenvolvimento da doença.

A veterinária explica que apesar da otite acometer cães e gatos, a inflamação é bem mais comum nos caninos, e isso ocorre devido ao formato das orelhas que se constitui em um canal comprimido e fechado tornando-o mais propício a replicação de ácaros, fungos e bactérias.

Algumas raças tem mais predisposição ao desenvolvimento de otite, como: Cocker Spaniel; Teckel, Basset Hound; Golden Retriever; Dachshund, Setter Irlandês; Labrador Retriever; Pastor Alemão. Apesar de em gatos a doença ser menos comum, as otites podem aparecer principalmente em bichanos com pelos longos.

Sintomas em cães e gatos

O seu animal pode apresentar na região auricular uma coceira intensa, dor ao toque, vermelhidão, excesso de cera ou secreção com odor forte nos ouvidos e um balançar de cabeça para os dois lados podendo agravasse até uma possível perda de audição.

“Se o seu pet estiver apresentando algum dos sintomas, você deve procurar um médico veterinário para consulta-lo. Na consulta, o veterinário irá avaliar o pavilhão auricular, em conjunto com a coleta e cultura do material, buscando assim identificar a causa da otite. É importante ressaltar que em casos graves outros exames podem ser solicitados”, afirmou Aline.

O que causa a doença?

A otite pode ser causada por diversos fatores, dentre eles estão às alergias, bactérias, fungos, parasitas, traumas, hormônios, entrada de água no conduto auditivo e pelo acumulo de cera nos ouvidos.

Tratamento

Na maioria dos casos, o tratamento é feito através de higienização do local e uso de medicamentos tópicos (antibióticos e fungicidas). A veterinária ressalta que em alguns casos também pode ser necessário à utilização medicação oral para o seu pet.

(DOL)





Comentários