Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Presa por comunicar falso sequestro de filho à polícia

Sexta-Feira, 11/08/2017, 17:41:17 - Atualizado em 11/08/2017, 18:13:54 Ver comentário(s) A- A+

Presa por comunicar falso sequestro de filho à polícia (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Uma mulher mobilizou policiais de Portel, na Ilha do Marajó, na quinta-feira (11), alegando que seu filho recém-nascido havia sido sequestrado. Tudo não passava de mentira e ela acabou autuada por falsa comunicação de crime e vai responder ao processo na Justiça. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (11) pela Polícia Civil.

A mulher é Crislane Vilarinho Machado. O delegado Paulo Junqueira, titular da Delegacia de Portel, conta que ela esteve na Unidade Policial, onde contou a história do suposto sequestro. Ela acusou uma mulher de prenome Maria, alegando que o crime ocorreu enquanto viajava ao lado dessa pessoa, em uma embarcação que seguia com destino à cidade de Portel.

A "suspeita", segundo a versão apresentada por Crislane, teria se aproveitado de uma possível distração de sua parte para fugir com o bebê. Após a comunicação do suposto crime, uma equipe de policiais civis passou a apurar os fatos. Foram até o local onde estava a embarcação e realizaram outras investigações. Ao final, os policiais civis chegaram à conclusão de que a história era falsa.

Interrogada, Crislane admitiu que inventou a história porque estava passando por problemas conjugais e pessoais. "Ela havia mentido não só para a Polícia. Para a família, ela inventou uma gravidez fantasiosa", apurou o delegado.

Dessa forma, ela foi enquadrada em um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por falsa comunicação de crime, crime que não gera prisão em flagrante. Por isso, ela vai responder ao processo em liberdade.

(Com informações da Polícia Civil)



Conteúdo Relacionado:



Comentários