Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Estoque de sangue do Hemopa cai pela metade e preocupa

Sexta-Feira, 11/08/2017, 11:05:51 - Atualizado em 11/08/2017, 11:17:50 Ver comentário(s) A- A+

Estoque de sangue do Hemopa cai pela metade e preocupa (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

O mês de julho é sempre uma época preocupante para a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa). No período das férias escolares, as doações de sangue caem drasticamente, comprometendo o estoque da Fundação e sua capacidade de ajudar aqueles que precisam. No mês passado, o estoque do Hemopa caiu cerca de 50%, de acordo com Lílian Bouth, assistente social da gerência de captação de doadores.

Em agosto, o Centro convoca voluntários para se dirigirem às unidades e reverter esse quadro. “Todos os dias, vários pacientes precisam de transfusão de sangue para sobreviver, seja por causa de um acidente, para fazer uma cirurgia, ou dar continuidade a um tratamento”, explica. “Sempre tem alguém precisando desse ato de solidariedade que é doar sangue. Se estamos bem de saúde e temos tempo, por que não salvar uma vida?” pede Bouth.

O processo é simples e rápido: basta se dirigir a uma unidade do Hemopa, realizar o cadastro e passar pela triagem. A doação de sangue em si dura cerca de dez minutos e o processo todo aproximadamente 30. As exigências básicas são: ter entre 16 e 69 anos (adolescentes devem estar com os responsáveis legais); apresentar bom estado de saúde; pesar mais que 50 kg; estar bem alimentado no momento da doação; e portar um documento original oficial.

Após a doação, as únicas recomendações são não fazer nenhum esforço físico prolongado e beber bastante líquido. No próprio centro é oferecido um pequeno lanche aos doadores. “Ainda estamos vivendo os reflexos das baixas de julho, então queremos convocar a população paraense para comparecer aos centros de captação e colaborar com a saúde pública”, finaliza.

(Arthur Medeiros/ Diário do Pará)



Conteúdo Relacionado:



Comentários