Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Bombeiros usam retroescavadeira para retirar veículo submerso em Salinas

Domingo, 23/07/2017, 12:02:46 - Atualizado em 24/07/2017, 11:11:49 Ver comentário(s) A- A+

Bombeiros usam retroescavadeira para retirar veículo submerso em Salinas (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Os militares do CBM isolaram o local e aguardaram o momento da baixamar (maré seca) para auxiliar na remoção do veículo (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Homens do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar fizeram a retirada de uma pick up que ficou submersa na praia do Atalaia, em Salinópolis, no nordeste paraense. Segundos os bombeiros o fato ocorreu na tarde de sábado (22), por volta das 14h.

Todas as tentativas para retirar o veículo foram realizadas, mas o terreno já estava muito perigoso e o guincho poderia também ficar atolado. A maré avançou muito rápido, com amplitude 5.0 por volta das 19h e deu-se a perda total do veículo. Os militares do CBM isolaram o local e aguardaram o momento da baixamar (maré seca) para auxiliar na remoção do veículo, que só ocorreu na tarde de ontem (23).

"Precisamos de seis homens dos bombeiros e quatro homens da Segup para fazer a retirada do veículo, com a tração de uma retroescavadeira que conseguimos com a prefeitura de Salinópolis", explicou o 1º tenente BM Rodrigo do Vale, que coordenou a ocorrência.

De acordo com Rodrigo, o próximo passo será fazer a conferência do veículo e tentar contato com o proprietário, que abandonou a pick up no local. "Se nós não conseguirmos, vamos repassar para o Detran fazer o levantamento dos dados e junto com a delegacia fazer o Boletim de Ocorrência para colocarmos o veículo no guincho e entregar ao dono".

Assista ao vídeo:

Veículos "engolidos" já é rotina

Banhistas que presenciaram a ocorrência afirmam que o rapaz que estava conduzindo o veículo estacionou na extensão de areia no final da praia e, no momento em que estava enchendo a maré, resolveu ajudar outro condutor que estava com o veículo atolado na areia. Após prestar socorro, o veículo dele também acabou atolando e sendo "engolido" pela água.

Apesar desse tipo de ocorrência ser rotineira, o Corpo de Bombeiros garante que sempre faz o alerta aos condutores para evitar atolamentos dos veículos na praia, com ações de fechamento das vias de acesso e orientação de horários das marés, mas mesmo assim alguns banhistas insistem em deixar os veículos na margem da praia.

(DOL)



Conteúdo Relacionado:



Comentários