Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Cai o índice de infestação do mosquito em Belém

Quarta-Feira, 17/05/2017, 20:14:58 - Atualizado em 17/05/2017, 20:14:58 Ver comentário(s) A- A+

Cai o índice de infestação do mosquito em Belém (Foto: Uchôa Silva/Comus )
Mosquito é o mesmo que transmite a dengue, a zyka e a chikungunya. Eliminação é feita através de ações como limpeza de quintais (Foto: Uchôa Silva/Comus )

Belém tem registrado um menor número de infestação pelo mosquito Aedes aegypti, o transmissor de doenças como a dengue. A constatação é do terceiro Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) realizado pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesma).

Segundo o estudo, o Índice de Infestação Predial (IIP) fechou em 1,8% este mês, enquanto em janeiro era de 2,6%, em março a porcentagem era de 2,1.

A queda nos índices significa redução no número de doentes de dengue, zyka e chikingunya.

A Sesma aponta que este ano foram confirmados 48 casos de dengue em Belém, enquanto que em todo o ano passado 458 casos havia sido registrados.

O resultado deste levantamento também revelou os bairros com índices de infestações mais altos como o Umarizal, alguns bairros do Distrito de Mosqueiro (Mangueiras, Vila, Aeroporto, Praia Grande, Farol, Maracajá) Jurunas, Guamá, Marco e Sacramenta.

O levantamento é realizado em todos os 71 bairros da capital no início de cada bimestre (Janeiro, Março, Maio, Julho, Setembro e Novembro).

RECIPIENTES

O estudo da Sesma apontou os principais tipos de criadouros encontrados neste levantamento que são recipientes plásticos, garrafas e latas com água, sucatas em pátios, ferros-velhos e recicladoras.

"A ação é fundamental para que a gestão municipal de saúde possa planejar e executar as ações de combate ao vetor em conjunto com a sua comunidade, durante o ano todo", avalia David Vale, da Devisa.

(Com informações da Agência Belém)



Comentários