Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Belém terá projeto com atendimento médico gratuito

Terça-Feira, 16/05/2017, 15:32:26 - Atualizado em 16/05/2017, 15:35:31 Ver comentário(s) A- A+

Belém terá projeto com atendimento médico gratuito (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

A partir desta quarta-feira (17) até o sábado (20), Belém receberá o projeto “Movimento Brasil sem Parasitose”, ação de saúde que realiza orientação médica gratuita de gastroenterologistas e pediatras à população. O atendimento é uma iniciativa da Federação Brasileira de Gastroenterologia.

As ações serão realizadas, em Belém, na praça Felipe Patroni (rua João Diogo), no bairro da Campina, das 8h às 17h.

O objetivo do projeto é reduzir a ocorrência das doenças parasitológicas, evitando consequências severas e o óbito, bem como avaliar as doenças do sistema digestório (boca, estômago, esôfago e intestinos),  tais como refluxo esofágico, gastrite, úlceras, prisão de ventre, diarreias, infecções intestinais, entre outras.

Neste ano, a ação percorrerá 14 cidades brasileiras.

PARASITOSES

Segundo a OMS, as parasitoses são as doenças mais comuns do mundo: atingem cerca de 50% da população mundial e são responsáveis por relevantes consequências negativas na saúde dos indivíduos adultos e crianças. No Brasil, de cada 3 pessoas, uma sofre com alguma parasitose, e considerando somente as crianças, a prevalência aumenta: de cada duas, uma está infectada.

No ano passado, os 173 médicos gastroenterologistas e pediatras que participaram do projeto atenderam cerca de 10 mil pacientes nas 11 cidades percorridas, e as principais queixas relatadas pelos pacientes foram: 48% sobre dores abdominais e cólicas; 43% sobre azia; 38% a respeito de barriga constantemente inchada; e 31% sobre diarreia, entre outros sintomas.

“Avaliar os riscos de parasitose da população brasileira, tanto individuais quanto coletivos, é essencial para orientar as ações de prevenção, o tratamento antiparasitário e, principalmente, para promover a melhoria da saúde e da qualidade de vida dos cidadãos”, ressalta Dr. Flávio Quilici, novo presidente da Federação Brasileira de Gastroenterologia.

O “Movimento Brasil sem Parasitose” tem apoio da  FQM Farmoquímica. As informações são da Federação Brasileira de Gastroenterologia.

(DOL)

 



Comentários