Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Casas começam a ser afetadas com cheias do rio

Segunda-Feira, 20/02/2017, 20:55:42 - Atualizado em 20/02/2017, 20:55:42 Ver comentário(s) A- A+

Casas começam a ser afetadas com cheias do rio (Foto: Jessika Ribeiro/Diário do Pará)
Cotidiano dos moradores de Marabá muda drasticamente com o problema das cheias que ocorrem nos primeiros meses do ano (Foto: Jessika Ribeiro/Diário do Pará)

A intensidade do período chuvoso que coincide com as cheias dos rios que banham Marabá, principal cidade do sudeste paraense, já causa grandes trantornos a quem mora mais próximo do rio Tocantins.

Este é o caso de seu José Rodrigues, de 59 anos, morador da Vila Canaã, a primeira a ser atingida pela enchente, que aguarda ser realocado. No entanto, nenhum abrigo até o momento foi construído.

Nesta segunda-feira (20) o rio Tocantins marcou 8,18 metros atingindo um dos níveis mais alto em 2017. O que deixa o homem com temor de que algo pior aconteça.

“Tenho medo de amanhecer com as coisas boiando. Todos os anos eu passo por esse sufoco e eles já sabem que tem que me tirar. Já procurei a defesa civil há nove dias e eles falam que estão monitorando e eu estou aqui dentro d’água”, conta José Rodrigues

Jairo Milhomem, coordenador da Defesa Civil em Marabá, afirmou que o órgão já foi até a residência de José Rodrigues e está verificando um local seguro para realocar a família.

A Defesa Civil afirmou também que já entrou em contato com a Secretaria de Obras e está viabilizando a construção dos abrigos provisórios na Marabá Pioneira e na folha 16.

(Com informações de Jéssika Ribeiro/Diário do Pará)



Comentários