Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Águas Lindas continua sem posto de saúde

Quinta-Feira, 09/02/2017, 08:48:09 - Atualizado em 09/02/2017, 08:48:09 Ver comentário(s) A- A+

Águas Lindas continua sem posto de saúde (Foto: Ney Marcondes/Diário do Pará)
Grupo de moradores protestou contra o prefeito Zenaldo, colocando faixas na frente do posto. (Foto: Ney Marcondes/Diário do Pará)

Cerca de 30 mil famílias de Águas Lindas, em Belém, continuam sem atendimento na Unidade Municipal de Saúde (UMS) do bairro. Na última segunda-feira (6), servidores paralisaram as atividades para cobrar do prefeito Zenaldo Coutinho mais segurança, depois que unidade foi alvo de criminosos. Na manhã de ontem, um grupo de moradores se manteve em frente ao prédio do posto com faixas que indagavam: “Zenaldo, onde estão os 3 ‘S’?”, afirma.

O bairro faz parte de Belém e fica no limite com o município de Ananindeua. E a população não consegue atendimento em unidades próximas. “Até temos postos de saúde próximos, mas já são parte de Ananindeua e eles estão se recusando a atender, temos de nos consultar somente em Belém ou pagar por uma consulta particular”, falou a líder comunitária Lene Soares. A UMS abrange os conjuntos Verdejante I, II, III e VI, Conjunto Olga Benário, parte do Parque Utinga e outras 5 comunidades.

O filho da dona de casa Laíse dos Santos, de 23 anos, estava com consulta especializada marcada para ontem, o que não ocorreu. Ela tentou consultar o filho na Urgência e Emergência de Águas Lindas na Rua Olga Benário, já em Ananindeua, mas sem sucesso. “Meu filho está com princípio de asma e vim buscar ajuda. Cheguei às 10h, mas disseram que o médico só chega às 14h e só atende quem é morador de Ananindeua”, relatou. De acordo com a líder comunitária Lene Soares, por conta dos 4 dias de suspensão dos serviços, pacientes graves, que precisam buscar medicamentos, estão prejudicados. “Aqui temos consultas especializadas e pessoas que fazem tratamento para hipertensão, pessoas recém-operadas. A população está indignada”, falou Soares. 

SEM PREVISÃO

De acordo com a servidora da unidade, Sandy Pacheco, houve reunião com funcionários na Secretaria Municipal de Saúde (Sesma). A principal exigência deles é que a Guarda Municipal de Belém faça a segurança imediata do prédio, ou o atendimento a população não retornará. “Falaram que colocariam, imediatamente, câmeras de vigilância no posto e deram a previsão de que amanhã (hoje) haverá guardas. Mas foi algo ainda sem certeza. A gente não volta, enquanto não colocarem os guardas para a nossa segurança”, avisou. Procurada pela reportagem, a Sesma não se manifestou até o fechamento desta edição.

VIOLÊNCIA

Na madrugada da última sexta-feira (3), a Unidade Municipal de Saúde (UMS) do bairro de Águas Lindas foi alvo de furto. 

Pela manhã, os funcionários se depararam com o vidro da janela da copa quebrado. Botijão de gás, computadores e até medicamentos foram levados. Até o momento ninguém foi preso.

(Emily Beckman/Diário do Pará)



Comentários