Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Zenaldo Coutinho é diplomado em meio a protestos

Segunda-Feira, 19/12/2016, 17:56:37 - Atualizado em 19/12/2016, 20:16:57 Ver comentário(s) A- A+

Zenaldo Coutinho é diplomado em meio a protestos (Foto: Via WhatsApp)
(Foto: Via WhatsApp)

A diplomação do prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho (PSDB), e do vice Orlando Reis (PSB), reeleitos nas últimas eleições municipais, foi realizada por volta das 18h dessa segunda-feira (19). O ato solene foi marcado por protestos de grupos que criticam a posse do político, que ainda está com o mandado cassado pela Justiça e pode perder o cargo.

A cerimônia – que iniciou com a diplomação de 35 vereadores – foi sediada no Hangar Centro de Convenções. Houve protestos mesmo dentro do auditório onde era organizado o ato, o que fez com que o juiz eleitoral da 98ª Zona, Elder Lisboa, que presidia a solenidade, não concluísse o discurso.

Um manifestante foi detido durante protesto do lado de fora do Hangar, onde era intensa a presença de policiais militares e agentes da Rotam que o levaram presos. Na delegacia, o rapaz, por hora ainda não identificado, teve de assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado ainda hoje. O rapaz foi acusado de desacato a autoridades, o que os demais manifestantes negam. Uma advogada acompanha o caso.

JULGAMENTO DA CASSAÇÃO

Na última sexta-feira (16), o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA), adiou o julgamento do recurso de cassação de Zenaldo, que responde a várias acusações de irregularidades na última campanha eleitoral, entre elas a compra de votos por meio de distribuição de cheques moradia e ainda propaganda irregular.

Ainda na sexta-feira, os advogados da coligação “Juntos pela Mudança”, de Edmilson Rodrigues (PSOL) ajuizou um mandado de segurança com pedido de liminar que visava suspender a diplomação de Zenaldo e Orlando, porém o recurso foi negado pela juíza federal Lucyana Said Daibes Pereira.

NOVO RECURSO

De acordo com o advogado Egydio Salles Salles, que integra a equipe jurídica da coligação Juntos pela Mudança, “um novo recurso poderá ser apresentado ainda nesta segunda-feira, dia da cerimônia de diplomação, porém com recesso do Tribunal que começa amanhã, o novo recurso poderá não ser julgado ainda este ano”.

Somente os advogados da coligação abriram 8 processos contra a chapa tucana durante a disputa pela administração municipal. Entre elas estavam o uso dos sites da Prefeitura e da Secretaria de Comunicação para promover o Zenaldo, utilização indevida das redes sociais e abuso dos meios de comunicação, gratuidade de passagens do BRT e também o uso do slogam da Prefeitura “Do Jeito Certo” na propaganda de Zenaldo - o que é crime conforme prevê o Art. 40 da lei das eleições.

(DOL)

Leia também:

Comentários