Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Via expressa do BRT faz mais uma vítima

Terça-Feira, 01/11/2016, 08:16:34 - Atualizado em 01/11/2016, 08:16:34 Ver comentário(s) A- A+

Via expressa do BRT faz mais uma vítima  (Foto: Celso Rpdrigues)
Homem foi colhido por um ônibus expresso, no cruzamento da Avenida Dr. Freitas com a Avenida Almirante Barroso, em Belém, e morreu na hora (Foto: Celso Rpdrigues)

Um ciclista morreu na via expressa do Sistema BRT, no final da tarde de ontem, sob o Elevado da Avenida Dr. Freitas com a Avenida Almirante Barroso, no sentido do centro para o Entroncamento, em Belém. O acidente envolvendo a vítima, que não portava documentos, e um ônibus expresso da linha 40 Horas, ocorreu por volta de 17h30. 

Segundo testemunhas, o ciclista trafegava na avenida Doutor Freitas, próximo ao SESI, em direção à ciclovia, quando foi atingido pelo coletivo na via do BRT. Populares informaram que o condutor do ônibus estava em alta velocidade. Por outro lado, o homem teria atravessado fora da faixa de pedestres.
As imagens de segurança de dentro do coletivo e o aparelho que mede a velocidade do veículo, o tacógrafo, foram coletadas pelo Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC) para ajudar a esclarecer as circunstâncias do acidente.

O empresário Raimundo Cleidson, de 40 anos, disse que presenciou o acidente e que ainda tentou salvar a vítima, mas chegou tarde demais. “Parei meu carro e ainda tentei socorrer o rapaz, mas não deu tempo”.

VELOCIDADE

O motorista do ônibus foi acusado por populares de ter alterado o marcador do aparelho que mede a velocidade do veículo, o tacógrafo. Entretanto, um fiscal rodoviário, que não quis se identificar, disse que somente ele é responsável por uma cópia da chave que abre a caixa onde fica o tacógrafo. “A equipe da perícia vai levar o aparelho para verificar se houve quebra do lacre que o protege”, contou o fiscal. 

Segundo a Polícia Militar, o motorista do ônibus foi retirado do local por segurança e levado para a Seccional de São Brás para prestar esclarecimentos sobre o acidente.

(Foto: Mário Quadros)

Motociclista morre em Ananindeua 

O motociclista Cleyton Guimarães do Nascimento, 31 anos, morreu, ontem, após se chocar com um ônibus da linha Paar-Ver o Peso, na Avenida Independência, em Ananindeua. O acidente aconteceu por volta de 6h30 da manhã. Segundo Fabrício Gomes, cobrador do coletivo, Cleyton dirigia uma motocicleta preta pelo meio de duas faixas e teria, sozinho, batido com o veículo na porta traseira do ônibus, perdendo a direção e caindo. “Quando descemos pra tentar socorrer, ele não respondia”, contou. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal.

(Wal Sarges/Diário do Pará)

Leia também:

Comentários