Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Dono de colégio é preso por furto de energia

Terça-Feira, 18/10/2016, 20:31:34 - Atualizado em 19/10/2016, 09:39:35 Ver comentário(s) A- A+

Dono de colégio é preso por furto de energia (Foto: Alessandra Serrão/Ag. Pará )
Empresário foi levado para Dioe onde prestou depoimento e foi liberado após pagamento de fiança. Inquérito continua (Foto: Alessandra Serrão/Ag. Pará )

A Polícia Civil do Pará, através da Divisão de Investigações e Operações Especiais (DIOE), prendeu nesta terça-feira (18), o empresário e professor Paulo Gurjão, proprietário da escola Teorema, acusado de fazer furto de energia, o popular "gato" no prédio sede do colégio, localizado no bairro de São Brás, em Belém.

De acordo com o delegado Neyvaldo, Gurjão foi convidado a comparecer à DIOE em razão de uma perícia técnica que constatou irregularidades no uso da energia elétrica.

Segundo a autoridade policial, a Celpa, Concessionária de energia, entrou em contato com a Delegacia de Combate aos Crimes Contra Concessionárias do Serviço Público e fez a denúncia.

"Foi feita uma perícia técnica onde a Celpa verificou que houve um corte de energia e o estabelecimento continuou funcionando normalmente", disse o delegado.

Após a prisão em flagrante e o empresário ter sido ouvido em depoimento foi arbitrada fiança que Paulo Gurjão pagou e foi liberado em seguida.

O delegado lembra que mesmo com a liberação, o inquérito foi aberto e o empresário deverá responder pelo crime.

A apenação jurídica para quem comete este tipo de crime pode chegar até quatro anos de detenção ou ainda cumprimento de pena alternativa.

Outra perícia técnica deverá ser realizada com o objetivo de apontar o tempo em que a prática de furto de energia vinha ocorrendo e consequentemente o prejuízo causado.

O DOL tentou contato por telefone com o Colégio Teorema para saber se Gurjão irá se pronunciar sobre o caso, mas até o fechamento da reportagem ninguém atendeu.         

(DOL)

Leia também:

Comentários