Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

SuperNorte encerra com grande público

Quinta-Feira, 13/10/2016, 09:24:24 - Atualizado em 13/10/2016, 09:24:24 Ver comentário(s) A- A+

SuperNorte encerra com grande público (Foto: Wagner Santana/Diário do Pará)
Médico Augusto Cury falou, no último dia da SuperNorte, sobre inteligência socioemocional. (Foto: Wagner Santana/Diário do Pará)

Com livros publicados em cerca de 70 países, Augusto Cury, escritor e médico psiquiatra brasileiro, foi uma das atrações, ontem, do último dia da 19ª edição da SuperNorte, promovida desde a segunda-feira (10) pela Associação Paraense de Supermercados (Aspas), no Hangar - Centro de Convenções
e Feiras da Amazônia.

Cury é reconhecido internacionalmente por ser o autor da “teoria da inteligência multifocal”. Ele encerrou o ciclo de palestras da feira ao falar sobre o tema “Inteligência Socioemocional para uma vida produtiva”. Colaboradores do setor varejista da região Norte lotaram o auditório do Hangar para participar da palestra do escritor, na tarde de ontem. Ao fazer suas considerações na abertura do 3º e último dia da convenção supermercadista, o presidente da Aspas, José de Oliveira, ressaltou que trazer Cury para participar do evento era um desejo antigo da organização. Cury destacou a importância de se buscar a saúde emocional para ter produtividade em qualquer área da vida, inclusive no lado profissional. “Educar a emoção é vital para que possamos biografar a nossa história”, pontua o escritor.

Segundo José Oliveira, tema da feira é reflexo do momento do País. (Foto: Wagner Santana/Diário do Pará)

PRESENÇA

Nos 2 primeiros dias do evento, pelo menos 16 mil colaboradores e fornecedores do setor varejista, vindos de Estados da região Norte do País já tinham participado da convenção. Para os 3 dias, a expectativa da organização era atingir a marca de 30 mil visitantes. No evento, foram promovidas palestras, várias delas visando melhorar a produtividade das empresas, além da rodada de negócios, realizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Pará (Sebrae), visando o fomento de novos negócios. De acordo com o presidente da Aspas, até anteontem (11) foram contabilizados R$ 25 milhões em negócios iniciados na feira, mas a previsão era de que este número ultrapassasse
os R$ 35 milhões.

O tema deste ano foi “Descobrindo Oportunidades”. Segundo Oliveira, foi escolhido justamente diante da dificuldade econômica pela qual o País está passando. Para ele, o setor supermercadista está superando essa situação. “Apesar do ano difícil, nós conseguimos superar todos os outros anos, dentro da nossa expectativa”, informa Oliveira.

(Pryscila Soares/Diário do Pará)

Leia também:

Comentários