Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Maneschy é pré-candidato do PMDB em Belém

Sexta-Feira, 24/06/2016, 06:38:02 - Atualizado em 24/06/2016, 06:44:41 Ver comentário(s) A- A+

Maneschy é pré-candidato do PMDB em Belém (Foto: Jader Paes)
(Foto: Jader Paes)

Com um discurso de proposta de governo focado na melhoria de setores básicos, como Saúde e Educação, o professor e ex-reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Carlos Maneschy, anunciou sua pré-candidatura à prefeitura de Belém pelo PMDB nas eleições municipais de outubro desse ano, ontem à noite. Ele chegou ao evento, no Pará Clube, no bairro do Marco, acompanhado do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e do pré-candidato à prefeitura de Ananindeua pelo mesmo partido, o radialista e apresentador da RBATV, Jefferson Lima.

Maneschy foi calorosamente recebido por diversas lideranças políticas e pré-candidatos que devem concorrer aos cargos mais diversos no pleito desse ano pela sigla. “Apesar do descrédito da política junto à população, continuamos a acreditar que é por meio dela que faremos as transformações sociais necessárias”, disse. “Nós queremos mudanças nessa cidade”, afirmou. Helder Barbalho antecedeu o futuro candidato, apresentando-o como uma alternativa para a população. “Estou certo de que o PMDB cumpre com muita qualidade o papel de apresentar essa opção para Belém”, declarou. 

IDEIAS

Para Carlos Maneschy, a cidade hoje agoniza por problemas de toda natureza. “Quero ser prefeito para fazer com que o sistema de Saúde seja eficaz, rápido, com centros capazes de atender consultas, cirurgias, sem que as pessoas precisem esperar semanas, meses”, observou. “E o gestor municipal não tem tido essa competência”, criticou, falando sobre a gestão atual, de Zenaldo Coutinho (PSDB).

Para a Educação, ele falou em mais vagas para creches, pré-escolas e no Ensino Fundamental. Com relação à Segurança, prometeu que, se eleito, priorizará a pavimentação e a iluminação de mais partes da cidade, de forma que a polícia tenha acesso a qualquer área. “Nunca participei de eleição, não sou tradicional. Sou novidade, mas não vazia, trago experiência de mais de 30 anos de vida pública, 7 anos como reitor”, assegurou, ao se dizer pronto para o desafio. “Eu sei que sou capaz de transformar a nossa realidade”, encerrou.

SAIBA MAIS

Carlos Edilson de Almeida Maneschy, 61 anos, é natural de Belém, doutor em engenharia mecânica, funcionário público há 25 anos e tem carreira na educação. Professor titular da Universidade Federal do Pará, é membro do Conselho Superior da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), foi reitor da universidade durante 7 anos, tendo renunciado ao cargo para entrar na disputa pela vaga de prefeito de Belém.

(Carolina Menezes)

Leia também:

Comentários