Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Tailândia, a Ásia como você nunca viu

Domingo, 07/02/2016, 07:30:29 - Atualizado em 07/02/2016, 12:10:20 Ver comentário(s) A- A+

Tailândia, a Ásia como você nunca viu (Foto: Rita Soares)
(Foto: Rita Soares)

Formações rochosas que parecerem flutuar, rodeadas por um mar que vai do turquesa ao verde esmeralda, salpicado por milhares de peixinhos coloridos e praias de areias muito brancas. A natureza forjou os principais cartões postais da Tailândia, país no sudeste asiático, mas não é a única responsável por fazer desse lugar um dos mais procurados por turistas do mundo inteiro. 

A culinária exótica - e deliciosamente apimentada -, os templos budistas e a reconhecida hospitalidade dos tailandeses são outros atrativos para quem ama viajar e espera encontrar muito mais do que praias e shoppings. Para os brasileiros, a Tailândia tem, ainda, outro excelente atrativo: a moeda local - o baht - desvalorizada em relação ao real, barateia os custos da viagem. 

 


 

Em tempos de dólar nas alturas, esse é um argumento tão sedutor quanto as belas praias do país. Nos bons restaurantes tailandeses, um bom jantar não sai por mais de 200 bahts, que significam apenas R$ 20. Para quem não tem medo de se arriscar e optar pela comida de rua oferecida em barracas espalhadas por todos os lugares, a refeição pode sair por R$ 5.

ROTA DAS PRAIAS

Imagem: Rita Soares

 

Feitas as contas, você estará pronto para esquecer as aflições da economia brasileira e mergulhar no mar da Tailândia, explorar praias paradisíacas, conhecer um pouco mais da rica cultura budista e sair da dieta saboreando um pad thai ou um massa man, dois dos mais famosos pratos tailandeses. Uma das formas de começar a viagem é pelas praias. Nesse caso, vá para Phuket, a maior ilha do país, cercada por ilhas menores, entre elas as famosas Phi Phi (lê-se ‘pi pi’), destino de mochileiros do mundo inteiro e de astros internacionais.

>> Veja a galeria com as imagens de Tailândia

Não desanime em Phuket: o paraíso logo se descortina

A primeira visão de Phuket, a maior ilha do país, pode decepcionar. O aeroporto é acanhado e você terá a impressão de que desembarcou em um município pobre do Brasil. Mas não se desespere! A Tailândia dos cartões-postais vai se descortinar à sua frente, assim que você entrar no barco que leva os turistas de Phuket a Ko Phi Phi, de onde centenas de embarcações enfeitadas - marca registrada da Tailândia - partem para as pequenas ilhas. Uma tem a paisagem mais surpreendente do que a outra. Ko Phi Phi não tem muita infraestrutura e é visível que o lugar ainda não se recuperou do tsunami que atingiu a tailândia, em 2004. Há muitas construções em andamento na ilha, mas o clima de festa é permanente.

Foto: Rita Soares

Ruas estreitas são margeadas por lojinhas que vendem roupas de verão, chapéus e artesanato. Há, também, restaurantes e pubs, onde a curtição dura 24 horas por dia. Seguramente, você vai perceber que nunca viu tantos corpos sarados num mesmo espaço. Gente jovem e bonita, que vem de todas as partes do mundo, atraída pela energia do lugar. Nos restaurantes, os tailandeses falam um inglês com sotaque carregado e alguns apenas arrastam. Mas não tem problema.

A boa vontade em atender bem é tamanha, que logo você se sentirá à vontade para pedir uma Chang - a mais famosa e barata cerveja tailandesa - estupidamente gelada.

(Rita Soares/Diário do Pará)

Veja também:

Ilhas fascinantes e paisagens cinematográficas

Leia também:

Comentários