Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Queima de fogos da RBA deve reunir 20 mil pessoas

Quinta-Feira, 31/12/2015, 07:24:02 - Atualizado em 31/12/2015, 07:42:47 Ver comentário(s) A- A+

Queima de fogos da RBA deve reunir 20 mil pessoas  (Foto: Jader Paes)
Grupo RBA realiza o evento Fogos na Torre há 25 anos, como uma forma de festejar a virada do ano e se confraternizar com o público (Foto: Jader Paes)

A noite de Belém vai virar um espetáculo de luzes e cores na virada do ano com a tradicional queima de fogos na torre do Grupo RBA. O evento acontece há 25 anos. Símbolo de alegria e festa, os fogos são um momento de grande confraternização da empresa com o seu público (leitores, ouvintes, telespectadores, clientes, amigos e prestadores de serviço).

A concentração em frente ao prédio da emissora, na Av. Almirante Barroso, iniciará por volta das 23h. O público será animado com música mecânica linkada com a Rádio 99FM. O show pirotécnico inicia à meia-noite e será transmitido ao vivo para todo o Pará. Serão 15 minutos de espetáculo visual incluindo aproximadamente 40 mil fogos de artifício, entre girândolas, caqes e candelas romanas e duas cascatas instaladas no portal de entrada do prédio e na torre. Com a inovação tecnológica que se aperfeiçoa a cada edição e que proporciona mais qualidade à queima de fogos, este ano a organização do evento acredita que o público vá se surpreender com a apresentação. 

“Será um grande espetáculo, um momento de confraternização com o público na virada do ano”, afirma Francisco Melo, diretor do Grupo RBA. Para ele, a alegria proporcionada pelos fogos este ano tem um significado especial diante das dificuldades na economia brasileira. A pretensão é passar uma mensagem otimista ao País. “O Brasil é feito por todos. Entraremos no novo ano com seriedade e a confiança de que as dificuldades serão superadas”. 

PÚBLICO

Assim como acontece todos os anos, um público de cerca de 20 mil pessoas deve participar da programação, que reúne moradores de quase todos os bairros da cidade. Para garantir a segurança das pessoas, o perímetro da avenida Almirante Barroso, entre as travessas Lomas Valentinas e Perebebuí será interditado. A segurança do público será garantida com a presença da Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros, Superintendência de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), Celpa, Secretaria Municipal de Saúde e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea/PA).

(Leidemar Oliveira/Diário do Pará)

Leia também:

Comentários