Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Fumo é principal vilão de várias doenças

Quarta-Feira, 27/08/2014, 06:30:18 - Atualizado em 27/08/2014, 07:21:06 Ver comentário(s) A- A+

Fumo é principal vilão de várias doenças (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A próxima sexta-feira, 29, marca o Dia Nacional de Combate ao Fumo. Uma data que chama a atenção para os malefícios causados pelo tabagismo e desperta para a conscientização de se abandonar de vez o hábito de fumar, que é responsável por desencadear diretamente doenças respiratórias, cerebrovasculares e o tão temido câncer de pulmão, além de outras neoplasias, como câncer de boca, laringe, traqueia, esôfago, entre outros.

O câncer de pulmão, por exemplo, é o mais comum de todos os tumores malignos, apresentando aumento de 2% por ano na sua incidência mundial, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

De acordo com o Inca, o Pará apresentou em 2011 uma taxa de mortalidade de 6,06 dos casos de câncer de pulmão para cada grupo de 100 mil homens. Já entre as mulheres, esse percentual girou em torno de 3,5 casos para 100 mil pacientes. Ainda segundo o Inca, a estimativa deste ano revela um aumento da incidência da neoplasia nas mulheres, cerca de 160 novos no Pará, dos quais 100 só em Belém, indicando uma prevalência de 5,24% para cada 100 mil mulheres. Entre os homens, a incidência da doença é praticamente a mesma dos anos anteriores: 6,5 para cada 100 mil homens.

As mulheres que fumam, além do risco de incidência de câncer de pulmão, podem sofrer com a osteoporose, especialmente após a menopausa; infertilidade; aumento em 39% das chances de desenvolver doenças coronarianas e 22% de risco de acidentes vasculares cerebrais, quando associado ao uso de contraceptivos orais. Na gravidez, a mulher fumante pode aumentar em cerca de duas vezes a chance de abortar, de ter filho prematuro ou com baixo peso e até mesmo perder o bebê no período neonatal.

(Diário do Pará)

Leia também:

Comentários