Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Calçadas viram ciclovias em Belém

Segunda-Feira, 03/02/2014, 14:57:27 - Atualizado em 03/02/2014, 15:46:42 Ver comentário(s) A- A+

O asfaltamento das calçadas na avenida Almirante Barroso, em Belém, pegou a população de surpresa. Alguns pedestres que circulam pela via olham com estranheza para a obra que dará origem a "calçada compartilhada", como é chamada pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob).

A calçada será utilizada como ciclovia e ficará lado a lado de onde os pedestres também circularão. A obra ainda está em andamento, mas alguns internautas já levantam questionamentos sobre sua utilização. Uma delas é sobre o espaçamento mínimo de 1,5 metro até o meio-fio, que será usado pelos pedestres.

Iris Soares publicou imagens da obra em seu perfil no Facebook, que mostra um pequeno espaço entre as paredes das casas e o novo asfalto. A obra abrange a calçada a partir da avenida Tavares Bastos.

Calçadas são asfaltadas para virar ciclovia na Almirante Barroso. Ciclistas vão dividir a pista até com orelhões (Foto: Iris Soares/Facebook)

Vários obstáculos ainda são vistos no meio da nova ciclovia, como semáforos e telefones públicos, o que impede o tráfego desses ciclistas.

"A ciclovia não possui as mínimas condições de trafegabilidade. Postes, irregularidades, pedestres, bueiros e até um telefone público se encontram no caminho. Não houve a mínima pesquisa para saber que a faixa deve passar por trás do ponto de ônibus, para não provocar acidentes entre ciclistas e pedestres", reclama o membro do Movimento Bicicletada Belém, Murilo Rodrigues.

"O que parece é que a prefeitura está fazendo tudo às pressas para 'cumprir algo'. Uma obra dessa magnitude deveria ser muito bem planejada", disse o internauta Rafael Tolosa. "Deve ser pensado também que a avenida não é utilizada somente por ônibus e carros particulares, mas por toda a população, como pedestres e ciclistas também".

Ciclovias farão parte da "calçada compartilhada", que abrange ciclistas e pedestres (Foto: Iris Soares/Internauta)

A Semob informou ao DOL que a calçada compartilhada é um recurso muito utilizado para garantir espaço seguro a ciclistas, onde a via não permite ciclofaixa na pista, e que ainda não está pronta. "Ainda está sendo concluída e não recebeu sinalização", disse a Superintendência através de nota.

Sobre o espaçamento, a Semob garante 2 metros de ciclofaixa e, em média, 1,5 metro de calçada para pedestre. "Há trechos em que esta largura da calçada é ainda maior", informou. As fotos causam dúvida sobre o que diz a Semob.

PROTESTO

Para mostrar a insatisfação com a calçada compartilhada, o Movimento Bicicletada Belém promete um protesto pelas ruas de Belém na noite desta segunda-feira (3). Às 20h, os ciclistas vão se concentrar na Praça Santuário, na avenida Nazaré, e em seguida seguem para a Almirante Barroso em direção à obra. O movimento decidirá se fechará, ou não, a pista no local.

(DOL)

Leia também:

Comentários