Notícias / Mundo

AMÉRICA CENTRAL

Cuba: passeata gay cancelada, ativistas homossexuais presos e violência

Domingo, 12/05/2019, 20:56:15 - Atualizado em 13/05/2019, 15:13:24 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Cuba: passeata gay cancelada, ativistas homossexuais presos e violência (Foto: Reprodução)
Muitos dos manifestantes acabaram presos pelas forças policiais do país caribenho (Foto: Reprodução)

A polícia cubana interrompeu neste sábado (11) uma marcha pelos direitos LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros). Houve prisões e denúncias de abuso de autoridade no ato que de acordo com as autoridades policiais não foi autorizado pelo governo.

Após os manifestantes caminharem cerca de 400 metros do tradicional Paseo del Prado, em Havana, os policiais intervieram. Com cassetetes, os agentes dispersaram os participantes. Os que decidiram enfrentar a ação policial foram agredidos ou presos.

Com gritos de "Cuba diversa", ou "Cuba maior", os ativistas LGBT manifestaram o seu desacordo com a suspensão oficial do Conga (desfile), realizado no Dia Contra a Homofobia e a Transfobia.

No cruzamento de Prado e Malecón (avenida que corre ao longo da costa), oficiais pediram a manifestantes para encerrarem a caminhada. Após alguns desobedecerem a ordem, os agentes usaram a força. Três manifestantes e uma equipe de jornalistas foram presos.

(Com informações do El País)





Comentários

Destaques no DOL