Notícias / Mundo

BARBARIDADE

Freira é presa acusada de ajudar sacerdotes a abusar de crianças surdas em escola

Sábado, 22/12/2018, 15:47:33 - Atualizado em 22/12/2018, 18:23:37 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Freira é presa acusada de ajudar sacerdotes a abusar de crianças surdas em escola  (Foto: Reprodução/internet)
(Foto: Reprodução/internet)

Uma freira foi presa acusada de ajudar sacerdotes a abusarem sexualmente de crianças em uma escola católica para deficientes auditivos, na Argentina. A religiosa foi identificada como, Kosaka Kumiko, de 42 anos, e segundo as investigações, ela ajudava alguns sacerdotes a cometerem estupros nos banheiros, dormitórios e em um porão da escola em Lujan de Cuyo, em Buenos Aires.

De acordo com a policia local, as investigações contra Kumiko começou depois que uma ex-aluna a acusou de fazê-la usar uma fralda para cobrir um sangramento após ser estuprada pelo padre Horacio Corbacho.

A freira também foi acusada de abusar fisicamente dos alunos no Instituto Antonio Provolo para crianças com deficiência auditiva na província de Mendoza. Porém ela negou as acusações durante uma audiência.



Ela foi conduzida pela polícia algemada, vestida com o traje habitual e um colete à prova de balas. Cerca de 24 estudantes do Instituto se apresentaram para acusar um sacerdote identificado como Corbacho, e seu colega, Nicola Corradi, e mais outros três homens. As jovens relataram à policia que os dois padres as estupraram rotineiramente, ao lado da imagem da Virgem Maria.

As autoridades prenderam em posse dos cinco acusados uma série de revistas pornográficas e cerca de US$ 34.000 em dinheiro. Eles estão presos em uma cadeia em Mendoza. Se forem considerados culpados podem pegar até 50 anos de prisão.

(Com informações do site Jornal e Ciência)





Comentários

Destaques no DOL