Notícias / Elas

SAÚDE

Você sabia que não é mais necessário fazer jejum na maioria dos exames de sangue?

Quinta-Feira, 10/01/2019, 10:39:44 - Atualizado em 10/01/2019, 12:00:36 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Você sabia que não é mais necessário fazer jejum na maioria dos exames de sangue?  (Foto: ReproduçãoInternet)
(Foto: ReproduçãoInternet)

O exames anuais, os famosos check-up costuma ser acompanhado pelo incômodo jejum antes de fazer a coleta de sangue. Os testes exigem o maior tempo sem a ingestão de alimentos são os exames de colesterol e triglicérides. Até o ano passado, era necessário o jejum de 12 horas, mas essa realidade vai mudar em breve.

Os laboratórios orientavam essa pratica porque a ingestão de alimentos altera o nível de substâncias que a análise pretende mensurar. Ao comermos, a quantidade de açúcar (glicose) e de gordura (lipídios) pode se alterar momentaneamente, por exemplo.

Estudos recentes, indicam que a concentração de gordura no sangue varia pouco entre quem está e não está de jejum. No entanto, a ingestão de alimentos não influencia na avaliação do nível de colesterol e triglicérides que podem provocar um infarto ou um acidente vascular cerebral no futuro.

A partir disso, as sociedades brasileiras de Cardiologia, de Endocrinologia e de Patologia Clínica, entre outras, decidiram mudar a orientação sobre a coleta dos exames de sangue.

As novas tecnologias se valem de anticorpos monoclonais e enzimas que, como se teleguiadas a um alvo específico, se ligam à molécula a ser examinada, como se fossem microscópicos faróis ocasionadas por equipamentos ultra-modernos o que precisa ser visto e, depois, contabilizado.

Em 2016, a Associação Europeia de Cardiologia publicou um estudo, comparando um grupo de pessoas, doze horas antes de fazer o exame de perfil lipídico, que tinha mantido sua alimentação normal e outros quem passou esse mesmo período em completo jejum.

Os estudos notaram, que o resultado do LDL, do HDL e de  partículas era muito mais fidedigno na turma que tinha comido. Porém, o laboratório de análise clínicas deve respeitar estritamente o que está escrito na prescrição médica.

Agora, qualquer pessoa poderá escolher um horário para ir ao laboratório, comendo sempre duas  horinhas  antes, no caso maioria dos testes de acordo com o exame, como por exemplo, os testes de hormônios tireoidianos, quatro horas de antecedência, mas nada, nada além disso. 

( Com informações do UOL)





Comentários

Destaques no DOL