Notícias / Elas

OFERTAS

Veja a lista de jogos que o DOL separou para os apaixonados por videogames

Quinta-Feira, 12/07/2018, 09:55:18 - Atualizado em 12/07/2018, 11:35:17 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Veja a lista de jogos que o DOL separou para os apaixonados por videogames (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Antigamente o videogame era visto apenas como “brincadeira de criança”, porém, nos dias atuais adultos estão cada vez mais adeptos. Crianças, jovens, adultos, sejam solteiros ou casados, disputam igualmente o vício pelos aparelhos eletrônicos. Ao procurar relatos, muitas que revelam que não largam os jogos. 

Quem nunca jogou o tradicional jogo do Mário quando criança? Com o tempo a variedade de jogos só foi aumentando e a paixão pelos games só foi aumentando. Mas vale lembrar que é importante sempre os pais colocarem um limite, para que o gosto pelo jogo não atrapalhe nos estudos e dia-a-dia da criança. 

E pensando na paixão do internauta do DOL pelo videogame, separamos uma série de jogos de Playstation, XBox e Nitendo. No site da UZGames.com você também encontra canecas personalizadas, produtos do Star Wars, Harry Potter, cartas de tabuleiros e muitos mais. 

- Dissidia Final Fantasy NT - PS4: R$ 99,90

- FIFA 18 PS4: R$ 115,90 (Desconto de 14,18% à vista: R$ 99,47) ou 5x R$ 23,18 sem juros

- DRAGON BALL FIGHTERZ: EDIÇÃO DE LANÇAMENTO - XBOX ONE: R$ 209,90 ou 10x R$ 20,99 sem juros

- MARIO + RABBIDS KINGDOM BATTLE - NINTENDO SWITCH: R$ 199,90 ou 9x R$ 22,21 sem juros

- FAR CRY 5 ED LIMITADA XBOX ONE: R$ 199,90 (Desconto de 12,2% à vista: R$ 175,51) ou 9x R$ 22,21 sem juros

Encontro de amigos

Muitos jovens e adultos aproveitam o gosto pelo videogame para reunir amigos em casa e preparar aquela “farra”, preparando petiscos, bebidas e muita conversa para tornar um dia especial. 

Para alguns casais o videogame chega a ser um problema, já que, principalmente os maridos, passam muitas horas jogando. 

Casados

A vendedora autônoma Mayara Rhafaelly conta que o marido é viciado em videogame. “No começo eu me aborrecia, pois ele chegava em casa e já ia diretor ligando pra jogar. Só que depois eu vi que não adiantava, já que isso era uma diversão pra ele. E sabe o que fiz? Aprendi a jogar e hoje somos dois que adoram jogar. Quando sai algum jogo novo a gente já fica agoniado para comprar”, conta.  

 

 

(DOL)





Comentários

Destaques no DOL