Notícias / Círio

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Fiéis já se preparam para o Círio 2016

Domingo, 25/09/2016, 07:41:14 - Atualizado em 25/09/2016, 08:03:23 Ver comentário(s) A- A+

Fiéis já se preparam para o Círio 2016 (Foto: Wagner Santana)
(Foto: Wagner Santana)

Estamos a duas semanas para o Círio de Nazaré. Como não poderia deixar de ser, muitos paraenses já estão no clima da festa religiosa. Este é o momento em que os fiéis se preparam para receber a imagem peregrina, participando de cada detalhe do evento e apreciando todos os símbolo de devoção à Nossa Senhora de Nazaré.

Com alegria contagiante, a aposentada Maria Vitório Seráfico, 73 anos, diz que esse momento é celebrado com euforia no seu apartamento, em Belém. Sua residência, ela conta, chega a reunir mais de 100 pessoas no segundo domingo de outubro. Um dos motivos é a vista privilegiada que ela tem da Basílica Santuário de Nazaré, que contempla há 26 anos. Pertencente a uma família de 9 irmãos, Vitório participa todos os anos da Trasladação.

O dia do Círio é dedicado ao almoço em família. “Neste dia, nós vestimos roupas novas. Mas também pensamos no lado espiritual, de ir à missa, comungar”, diz. A devota conta que se dedica o ano inteiro para o mês de outubro, com uma atenção especial para seus “hábitos cirianos”, como ela descreve.

 

Entre esses hábitos, está a confecção dos mantos que vestem uma réplica da imagem de Nossa Senhora, o papel picotado, a distribuição de água e de café para os romeiros no dia da grande procissão. Maria lembra que herdou dos pais a devoção à mãe de Jesus. “Meu pai dizia que era afilhado de Nossa Senhora e, quando se propôs a ter a casa própria, pediu em oração que queria que esse lugar fosse perto da casa da santa”.

NATAL

“O Círio é uma referência de celebração religiosa, que se compara ao Natal para os paraenses, porque é um momento de reunião familiar”, descreve a estudante de História Bruna Moraes, 23 anos. Em frente à Basílica Santuário de Nazaré, a jovem coloca, todos os anos, uma fitinha de devoção para pedir e agradecer pelas graças alcançadas. “No ano passado, consegui cumprir o trajeto do Círio na corda”, declara. 

Bruna e a irmã, a estudante de enfermagem Juliana de Moraes, 19, residem no município de Castanhal, na Região Metropolitana de Belém, mas todos os dias elas vão para a capital estudar. “Mesmo morando em outra cidade, também nos reunimos e celebramos essa data em família”, diz Juliana. 

(Wal Sarges)

Leia também:

Comentários