Notícias / Brasil

ESTAVA DESAPARECIDA

Jovem achada morta em cisterna foi vítima de roubo e estupro coletivo

Segunda-Feira, 11/03/2019, 16:42:54 - Atualizado em 11/03/2019, 16:42:54 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Jovem achada morta em cisterna foi vítima de roubo e estupro coletivo (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Uma jovem de 18 anos, encontrada morta dentro de uma cisterna, em Águas Lindas de Goiás, no entorno do Distrito Federal, foi sequestrada por criminosos, provavelmente durante um assalto, e vítima de um estupro coletivo, afirmou a Polícia Civil do Distrito Federal.

A vítima - Rafaela Martins Cardoso - desapareceu na madrugada da última quarta-feira (6). Ela estava em um ponto de ônibus, quando foi abordada por criminoso e colocada dentro de um carro. Ela teve o celular roubado e foi levada para uma chácara, onde ocorreram o estupro coletivo e o assassinato.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Cléber Martins, dois suspeitos de participar do crime bárbaro já foram presos e um terceiro foi encontrado morto após ter sido linchado por populares que tiveram conhecimento sobre a suposta participação dele no estupro. A polícia ainda faz buscas por três outros envolvidos.

O delegado explicou, ainda, que alguns dos envolvidos presos são conhecidos da vítima e podem ter ficado com medo porque o irmão dela seria um detento temido no local.

Segundo as investigações, Rafaela foi abusada por três dos suspeitos, o que configura o estupro coletivo. Os dois criminosos presos e o homem que foi achado morto seriam os responsáveis pela violência sexual.

O corpo de Rafaela foi encontrado dentro da cisterna de uma chácara, da qual um dos suspeitos era caseiro. Ela estava amarrada a uma mangueira. De acordo com a perícia, após o estupro, Rafaela foi estrangulada com um fio até a morte.

(Com informações do portal Mais Goiás)





Comentários

Destaques no DOL