Notícias / Brasil

EM ANÁLISE

Redução de impostos pode ser aplicada a quem comprar arma de fogo

Terça-Feira, 15/01/2019, 20:54:51 - Atualizado em 15/01/2019, 21:16:57 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Redução de impostos pode ser aplicada a quem comprar arma de fogo (Foto: Raphael Alves/TJAM)
O pronunciamento foi feito nesta terça-feira (15) pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (Foto: Raphael Alves/TJAM)

O governo Bolsonaro estuda a possibilidade de abrir mão ou reduzir os impostos da arrecadação de taxas para quem comprar uma arma de fogo no Brasil. O anúncio foi feito pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, nesta terça-feira (15).

As taxas nas quais ele se refere são aquelas obtidas pela renovação do registro da arma. Elas são necessárias, mas o ministro afirmou que o governo pode abrir mão dessa arrecadação ou renunciá-las. De qualquer forma ele destacou que o valor seria pequeno.

RECADASTRAMENTO

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) deve assinar uma medida provisória até o fim de janeiro deste ano para determinar a abertura de prazo para o recadastramento de armas de fogo. A previsão é de que o prazo siga até o dia 31 de dezembro, com a possibilidade de ser prorrogado por mais um ano.

Enquanto isso, quem tiver uma arma legalizada e com o registro em dia, ganhará mais 10 anos a partir do decreto. “Zera o tempo de registro anterior automaticamente”, disse Onyx.

(Com informações do Estadão)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL