Notícias / Brasil

VIAS DE FATO

Vendedor que questionou ministra em loja diz que foi ameaçado por ela

Segunda-Feira, 07/01/2019, 22:31:27 - Atualizado em 07/01/2019, 23:00:09 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Vendedor que questionou ministra em loja diz que foi ameaçado por ela (Foto: Reprodução/Twitter)
(Foto: Reprodução/Twitter)

Nesta segunda-feira (7), o vendedor Thiego Amorim entrou com uma representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) por constrangimento, vias de fato e ameaça, após se envolver em uma confusão com a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, numa loja de um shopping em Brasília. 

Em um vídeo que circula pelas redes sociais, a ministra aparece irritada e sai de uma loja ao ser questionada se era "menino ou menina". Ela usva uma roupa azul.

 

De acordo com o advogado do vendedor, Suenilson Sá, as imagens das câmeras de segurança do estabelecimento podem comprovar que a ministra segurou o cliente dele pelo pescoço, enquanto lhe dirigia a palavra em tom de ameaça, causando-lhe constrangimento.

Segundo Thiego, a assessora que estava acompanhando a ministra, teria dado um tapa na mão de Thiego quando ele pegou o celular para começar a gravar. 

"Na filmagem só aparece uma parte do que aconteceu, não mostra a evolução dos fatos. Antes ele disse que a loja estava toda em promoção, ela chegou a experimentar uma roupa e foi no final que ele fez a pergunta sobre a cor. Ele começou a gravar porque se sentiu ameaçado. Não teria tido a atitude de filmar se ela não tivesse feito nada. O gesto de segurar em seu pescoço configura ameaça", afirmou o advogado em entrevista para O Globo.

O caso foi registrado na Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos e, segundo ele, essa medida foi necessária em decorrência de uma série de ameaças que o vendedor vem recebendo por meio das redes sociais, sendo a maioria contendo injúrias raciais. 

"Ele não está podendo voltar pra casa diante do que está acontecendo. Não esperava por esse tipo de atitude das pessoas", ressaltou o advogado.

(Com informações de O Globo)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL