Notícias / Brasil

ONDA DE TERROR

Ceará vive onda de ataques feitos por facções criminosas

Sexta-Feira, 04/01/2019, 09:35:38 - Atualizado em 04/01/2019, 13:00:37 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Ceará vive onda de ataques feitos por facções criminosas (Foto: Julio Caesar/O POVO)
Medo toma conta da cidade após diversos ataques aos serviços e espaços públicos em Fortaleza e outras cidades cearenses (Foto: Julio Caesar/O POVO)

Fortaleza, Região Metropolitana e cidades do interior do Ceará estão sendo atacadas por facções criminosas, desde a última quinta-feira (3). O motivo pode ser uma represália após a fala do novo secretário de Administração Penitenciária (SAP), Luís Mauro Albuquerque. 

O governador do Ceará, Camilo Santana se posicionou através das redes sociais e disse que medidas estão sendo adotadas pelo governo do Estado. 

 

Os ataques que estão acontecendo na capital cearense, região metropolitana e cidades do interior, estão amedrontando a população.

MEDO E REDUÇÃO DA FROTA

A frota de ônibus já foi reduzida após uma série de ataques. Os criminosos estão ateando fogo nos veículos e os que tem a maior circulação de passageiros estão sendo escoltados pela Polícia Militar.

Em um desses ataques aos coletivos, um casal de idosos, de 70 e 77 anos, sofreu ferimentos leves. Os dois foram encaminhados para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), e passam bem. O motorista também se feriu e foi encaminhado a um hospital particular. 

Os ataques mais recorrentes foram:

Em Fortaleza:  

- Incêndio a coletivo nos bairros Edson Queiroz e Parque Santa Rosa, Barroso, Mucuripe e Bom Jardim. 

- Incêndio a seis veículos em Horizonte, Região Metropolitana de Fortaleza.

- Artefato inflamável em posto de combustível em Fortaleza.

- Tiros em agência bancária.

- Danos a câmeras de videomonitoramento no bairro Barra do Ceará e Bom Jardim. 

- Ataque a fotossensor no bairro Moura Brasil e Messejana.

- Ataque a semáforo no bairro Quintino Cunha. 

- Ataque parcial a ônibus no bairro Bonsucesso e Serrinha, segundo o Sindiônibus.

 - Ataques a ônibus nos bairros do Castelão, Planalto Airton Senna.

- Van incendiada no Sítio São João, Grande Messejana. Um caminhão de lixo também foi incendiado e o fogo atingiu um carro pequeno.

- Ônibus de empresa de fretamento queimado no bairro Henrique Jorge.

- Ataque a concessionária no Bairro Papicu.

- Explosão de carro durante incêndio de veículos no 27º Distrito Policial. 

- Tentativa de incêndio a veículos no 8º Distrito Policial.

- Agência da Caixa Econômica incendiada na Avenida Francisco Sá.

- Agência bancária do Bradesco metralhada na Avenida Pontes Vieira.

- Lotérica tem tentativa de incêndio no bairro Jardim Iracema.

- Prédio do Detran foi atacado.

- Carro com explosivos apreendido e cruzamento interditado no bairro Barra do Ceará.

- Posto de combustível atacado no bairro Jangurussu.

Região Metropolitana de Fortaleza:

- Explosão em viaduto e também um incêndio a uma Van, em Caucaia. 

- Ataque a fotossensor em Caucaia.

- Agência da Caixa Econômica incendiada na Pajuçara

- Ataque contra Palácio Municipal da Prefeitura de Maracanaú

- Agência do Bradesco de Caucaia atingida por tiros

- Suspeito morto ao tentar destruir radar no Eusébio

Cidades do Interior:

- Tentativa de incêndio a veículos do 24º Distrito Policial, em Pacatuba

- Ônibus escolar incendiado em Tianguá

- Centro Cultural de Pindoretama incendiado

- Trator e caminhão incendiados em Canindé

- Ônibus escolares e caçamba incendiados em Morada Nova

Desde o início dos ataques, sete adultos e quatro adolescentes foram apreendidos, suspeitos de envolvimento nos incêndios aos ônibus e danos ao patrimônio público. Após depoimentos, outras sete pessoas foram liberadas, mas continuam sendo investigadas.

Além dos ataques à ônibus, um trecho da BR-020, em Caucaia, foi interditado após a explosão em uma das colunas do viaduto. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), decretou estado de emergência e afirmou que a estrutura tem risco de desabar.

Estrutura do viaduto ficou totalmente comprometida após o ataque a explosão (Foto: Alexia Vieira/Especial para O POVO)

 

(Com informações do Portal O Povo Online)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL