Notícias / Brasil

GREVE CAMINHONEIROS

Estradas do Pará e do país são liberadas

Quinta-Feira, 31/05/2018, 15:27:25 - Atualizado em 31/05/2018, 17:20:57 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Estradas do Pará e do país são liberadas (Foto: Agência Brasil)
Após 11 dias de paralisações, trabalhadores começam a desobstruir as estradas em todo o país (Foto: Agência Brasil)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que às 12h12 desta quinta-feira (31) não havia nenhum ponto de aglomeração de pessoas e veículos em áreas próximas às rodovias federais. O fluxo de veículos era normal.

Pela amanhã, a polícia ainda registrava nove pontos, em Santa Catarina (6), Rio Grande do Sul (2) e Ceará (1).

Na noite de quarta-feira (30), segundo o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, havia 197 pontos de bloqueio no país.

No auge da greve, na segunda-feira (28), eram 632 obstruções.

A PRF diz que continua a agir para manter a segurança e reestabelecer o fluxo normal de veículos e cargas pelas rodovias do país com ações de apoio aos usuários, policiamento ostensivo e fiscalização de trânsito.

ESTRADAS E ABASTECIMENTO NO PARÁ

Vinte pontos que estavam interditados nas rodovias estaduais devido à greve dos caminhoneiros foram liberados. O sistema de segurança pública informa que em oito horas de operação e negociação com os grevistas chegou a um acordo para o desbloqueio. 

A estimativa é de que 5 mil caminhões retornaram às suas rotinas ainda durante a noite de quarta-feira, 30. Um dos pontos mais críticos para a descentralização dos manifestantes foi no KM 25 da BR 316, próximo à entrada da ilha de Mosqueiro. Somente lá, cerca de 500 caminhões deixaram o local de interdição.

As informações são da Agência Pará. A previsão é que em até 72 horas os combustíveis voltem às bombas de postos em todo o estado, e em até uma semana os produtos alimentícios devem estar normalizados. 

A Operação para a desobstrução dos bloqueios foi realizada por agentes de segurança do Exército, Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup), através da Secretaria Adjunta de Gestão Operacional (SAGO); Polícia Militar, por meio do Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRV), Polícia Rodoviária Estadual e Federal, além do Grupamento Aéreo de Segunda Pública (Graesp).

(FolhaPress e Agência Pará)



Conteúdo Relacionado:





Comentários

Destaques no DOL