Notícias / Brasil

DECISÃO JUDICIAL

Record terá de exibir 8 horas de conteúdo sobre religiões afro-brasileiras

Sexta-Feira, 13/04/2018, 20:27:01 - Atualizado em 13/04/2018, 20:27:01 Ver comentário(s)

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Record terá de exibir 8 horas de conteúdo sobre religiões afro-brasileiras (Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A Record TV perdeu recurso no Tribunal Regional Federal da 3ª Região e deverá exibir oito horas de conteúdo educativo sobre religiões de origem africana.

A decisão faz parte de um direito de resposta após uma ação movida pelo movida pelo Ministério Público Federal (MPF), Instituto Nacional de Tradição e Cultura Afro-Brasileira (Intecab) e pelo Centro de Estudos das Relações de Trabalho e da Desigualdade (Ceert).

A Justiça considerou que a emissora difamou expressões religiosas e negou recurso da Record TV.

Agora, a emissora terá de fornecer estúdio, estrutura e pessoal de apoio necessários à produção de quatro programas de TV que priorizem conteúdos informativos e culturais para esclarecer aspectos sobre a origem, tradições, organização, seguidores, rituais e outros elementos, com o propósito de “recompor a verdade”.

Cada programa deverá ter uma hora de duração e duas exibições, observando o intervalo de sete dias entre uma e outra. A transmissão deverá ser precedida de três chamadas durante a programação, nos mesmos moldes que a emissora usa para divulgar sua programação.

Os autores da ação civil alegaram que tanto a emissora Record TV quanto a Rede Mulher (extinta em 2007) causaram agressões à imagem das religiões afro-brasileiras em alguns de seus programas.

Entre os programas com conteúdo ofensivo, destacam-se o programa Mistérios, o quadro Sessão de Descarrego e ainda a obra Orixás, Caboclos e Guias, Deuses ou Demônios.

(Com informações do Estadão Conteúdo)

 





Comentários

Destaques no DOL