Notícias / Brasil

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Juiz desiste de auxílio-moradia e alimentação e pede para devolver o dinheiro

Sábado, 17/03/2018, 17:05:24 - Atualizado em 17/03/2018, 17:21:24 Ver comentário(s) A- A+

Juiz desiste de auxílio-moradia e alimentação e pede para devolver o dinheiro (Foto: Arquivo Pessoal)
(Foto: Arquivo Pessoal)

O juiz Carlos Roberto Gomes de Oliveira Paula tem chamado bastante atenção entre os seus colegas depois de desistir dos auxílios-moradia e alimentação e ainda se oferecer para devolver o dinheiro que recebeu.

Aos 56 anos, ele atua no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) e o ato surpreendeu até mesmo a direção do órgão. O titular da 2ª Vara do Termo Judiciário de Passo Lumiar confessou que, desde sempre se sentia constrangido e incomodado com as críticas ao Judiciário.

”Sempre me senti constrangido. Em 2014, quando o auxílio-moradia foi liberado, li um artigo dizendo que os deuses estavam nus. Fiquei muito impactado com aquilo, mas não tive coragem de agir. No ano passado, conversei com a família e escrevi para o presidente do meu tribunal renunciando a essas vantagens. É uma forma de salário indireta. Isso não é certo”, diz o magistrado

PERDA DO AUXÍLIO-MORADIA

Recentemente entrou em pauta a possibilidade de revisão dos benefícios concedidos aos juízes federais, a exemplo do auxílio-moradia. A questão será discutida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 22 de março. O motivo da revisão seria uma forma de “punir a Justiça Federal” em função da Operação Lava Jato.

A categoria chegou a realizar um protesto na última quinta-feira (15) diante o risco de perderem seus benefícios. Os envolvidos alegam que a mobilização é necessária para pedir a valorização da categoria.

(Com informações do portal Gauchazh)







Comentários