Esporte / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Há 18 anos, gol contra eliminava Remo de torneio

Quarta-Feira, 09/04/2014, 17:19:55 - Atualizado em 09/04/2014, 17:29:34 Ver comentário(s) A- A+

O futebol paraense é cercado de páginas gloriosas, mas guarda também algumas decepções para os torcedores de Remo e Paysandu. Durante a época do tabu de 33 partidas em cima do rival, o Leão conquistou o Pentacampeonato paraense, mas também guarda lembranças terríveis da época.

Nesta quarta-feira (9), um dos episódios mais dolorosos do clube completa 18 anos. A traumática eliminação para o Corinthians-SP, pelas oitavas de final da Copa do Brasil sem dúvida, foi uma ferida difícil de ser superado pelos remistas, que ainda tiveram um pênalti não marcado pelo então árbitro Wilson de Souza Mendonça.

Depois de conseguir um empate fora de casa, o Remo recebeu o time paulista, com o estádio Mangueirão lotado. No primeiro tempo, os corintianos tiveram chances de abrir o placar, mas acabaram perdendo. Na única chance remista, Edil chutou perto do gol de Mauricio.

Na etapa final, o Corinthians teve três chances com Marcelinho Carioca, que assistiu ao então goleiro Claudecir fazer grandes defesas. Com o time paulista indo ao ataque, o Leão não foi diferente. O então meia Rogério Belém e o atacante Edil davam muito trabalho a zaga corintiana, até o momento do gol remista.

Aos 27 minutos, após confusão na área, Junior aproveita a sobra e abre o placar para o Remo. Logo depois, o lance polêmico do jogo: o atacante Ageu Sabiá recebeu a bola no lado esquerdo e foi derrubado pelo zagueiro Henrique, não marcado pela arbitragem, o que gerou revolta da torcida e dirigentes do Remo.

O preço a ser pago viria aos 47 minutos da etapa final. Após bate-rebate, Castor tenta cortar, mas acaba fazendo contra, eliminando os azulinos e colocando o Corinthians nas quartas de final do torneio.

Ao fim da partida, dirigentes azulinos tentaram agredir a arbitragem e torcedores jogaram objetos para o gramado. Isso rendeu uma punição ao Remo, que teve que jogar os primeiros jogos da Série B daquele ano, em Imperatriz (MA). Mesmo conquistando o tetra estadual, o Remo teria outra eliminação dolorosa na temporada, dessa vez nos pênaltis, pelo Londrina-PR na segundona.

FICHA TÉCNICA

REMO 1 X 1 CORINTHIANS-SP - COPA DO BRASIL (1996)

Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (FIFA-PE)

Local: Mangueirão, Belém (PA).

REMO: Claudecir; Marcelo, Belterra, Ney e Junior; Walber (Flávio), Cleberton, Zedivan (Castor) e Rogério Belém (Andrey); Ageu Sabiá e Edil. Técnico: Waldemar Carabina.

CORINTHIANS: Maurício; Carlos Roberto, Henrique, Cris e Silvinho (João Paulo); Bernardo, Zé Elias, Souza (Tupãzinho) e Marcelinho Carioca; Leonardo (Júlio César) e Edmundo. Técnico: Eduardo Amorim.

(Diego Beckman/DOL)

Leia também:

Comentários