Notícias / Polícia

Banco do Brasil é assaltado em Goianésia do Pará

Sexta-Feira, 05/10/2012, 10:57:30 - Atualizado em 05/10/2012, 12:13:44 3 comentários

Tamanho da fonte: A- A+
Banco do Brasil é assaltado em Goianésia do Pará (Foto: )

A Agência do Banco do Brasil, no município de Goianésia do Pará, sudeste do estado, foi assaltada por um grupo de bandidos na manhã desta sexta-feira (5).

De acordo com as primeiras informações da assessoria de imprensa da Polícia Civil o gerente do banco teria sido vítima de um crime conhecido como "sapatinho", onde os familiares dele estiveram em poder dos bandidos o que o forçou a abrir o cofre da agência.

Uma equipe da Divisão de Repressão ao Crime Organizado, DRCO, já está se deslocando para a cidade. Ainda não há informações sobre a quantidade de dinheiro roubado e se há pistas do bando.

O CASO

Uma equipe da Delegacia de Repressão a Roubos a Bancos (DRRB), vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), vai apurar o fato, juntamente com policiais civis da Superintendência Regional do Lago de Tucuruí e da Delegacia de Goianésia do Pará, sob comando dos delegados André Costa e Ocimar Nascimento, da DRCO, e Herberth Renan, de Tucuruí.

O delegado Paulo Renato Lima, titular da Delegacia de Goianésia do Pará, informou que a ação dos bandidos teve início por volta de 20h30 de ontem, no momento em que o gerente da agência chegava de carro em casa. Ele foi abordado por dois homens armados que estavam em uma motocicleta. Em seguida, a esposa e duas filhas do bancário foram obrigados a entrar no próprio carro da vítima e levados para um barraco abandonado, em uma área de mata, na rodovia PA-263, a 15 quilômetros da sede do município, em direção à cidade de Breu Branco.

Ali, as vítimas passaram a madrugada como reféns. Por volta de 6h, outro homem acompanhou o gerente, no carro da vítima, até o banco, no centro de Goianésia do Pará. O bancário foi obrigado a abrir a agência e liberar uma quantia em dinheiro do cofre. O valor oficial roubado não foi informado pelo banco. Em seguida, o gerente foi levado de volta até o cativeiro, onde outros integrantes do bando colocaram os reféns no carro e seguiram em direção à rodovia PA-150.

Após a confirmação da entrega do dinheiro, os familiares foram liberados na estrada, passando a cidade de Jacundá. O gerente seguiu viagem com os bandidos até ser abandonado no carro próximo a Breu Branco. Nenhuma das vítimas foi agredida fisicamente. Segundo o delegado, pelo menos sete homens teriam participado do crime. Policiais militares foram acionados para fazer barreiras de fiscalização nas rodovias da região. Os nomes das vítimas não foram divulgados por medida de segurança e para preservá-las
 

(DOL, com informações da ascom PC)

Faça seu comentário. Clique aqui!

3 Comentários

Mais de Polícia

Leia mais notícias de Polícia. Clique aqui!

EDIÇÃO ELETRÔNICA