Neymar faz gol no final e dá vitória ao Brasil

Quarta-Feira, 19/09/2012, 21:58:17 - Atualizado em 20/09/2012, 00:02:05

Tamanho da fonte: A- A+
Neymar faz gol no final e dá vitória ao Brasil (Foto: )

As seleções de Brasil e Argentina fizeram o primeiro jogo do “Superclássico das Américas 2012” na noite desta quarta-feira (19), no estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO). O duelo terminou com a vitória do esquadrão verde e amarelo por 2 a 1, com gol de pênalti aos 48 minutos do segundo tempo. 

Os dois gols do primeiro tempo foram basicamente as duas principais chances reais das equipes na primeira etapa. A Argentina abriu o placar aos 19 minutos e o Brasil empatou aos 25. No segundo tempo, as equipes também não tiveram chances claras de gol, porém, com uma penalidade no final da partida, Neymar deu a vitória à Seleção Brasileira.

O jogo de volta do Superclássico das Américas será em 3 de outubro, na cidade Resistência, e o Brasil joga por um empate para conquistar a taça.

A primeira edição desta iniciativa foi em 2011, com vitória do Brasil, que venceu por 2 x 0 no estádio Mangueirão, em Belém, após um empate sem gols no estádio Mario Kempes, em Córdoba.

O JOGO (1º Tempo)

Aos 3 minutos de jogo a Argentina bateu falta para a área brasileira, mas a bola passou por todos os jogadores e saiu pela linha de fundo. O jogo está muito truncado e com uma marcação muito forte da Seleção Argentina. Até aos 15 minutos da etapa inicial, as equipes não deram nenhum chute ao gol.

Aos 19 minutos a Seleção Argentina trocou passes na entrada da área do Brasil. A bola passou pelos pés de três jogadores argentinos antes de chegar para Martinez, que dominou com facilidade dentro da área e abriu o placar com um forte chute, sem chances para o goleiro Jefferson. O setor defensivo brasileiro ficou apenas olhando e foi totalmente envolvido pelos toques dos "hermanos". Depois do gol, a Seleção Brasileira tentou pressionar, mas não obteve êxito em duas oportunidades.

O gol de empate do Brasil saiu aos 25 minutos. Em cobrança de falta, Neymar cruzou para a área e Paulinho cabeceou sozinho para marcar. Paulinho fez o gol em situação de impedimento. Como o bandeirinha não marcou a infração, o gol brasileiro foi validado.

Aos 37 minutos, Lucas passou por dois marcadores na entrada da área e tocou para Luís Fabiano. Na hora do arremate, o jogador brasileiro foi interceptado pela zaga argentina, que jogou a bola para escanteio. 

Sem muitas chances de gol nos últimos 10 minutos de jogo e sem paralisações exageradas, Carlos Amarilla terminou o primeiro tempo justamente aos 45 minutos.

O JOGO (2º Tempo)

As equipes voltaram para o segundo tempo com os mesmos jogadores que terminaram a primeira etapa. 

Nos primeiros 10 minutos, a Seleção Brasileira não conseguiu levar perigo para o gol de Ustari. Os argentinos voltaram para o segundo tempo com a mesma tática do primeiro tempo: forte marcação no campo defensivo e apostando nos contra-ataques. A jogada mais perigosa surgiu dos pés de Lucas, que passou por dois marcadores e tocou para Lucas Marques. O lateral avançou e passou a bola para Jadson na grande área, que só conseguiu o escanteio.

Mudança na Seleção Brasileira: Aos 17 minutos entra Thiago Neves e sai Jadson. Aos 22 minutos, Leandro Damião entra no lugar de Luís Fabiano. 

O principal lance do Brasil ocorreu aos 26 minutos. Leandro Damião chutou de fora da área. A bola sobrou desviou na defesa e parou nos pés de Paulinho, que em impedimento fez o segundo gol brasileiro. No entanto, desta vez o bandeirinha marcou a infração e o gol foi anulado.

Aos 30 minutos, o técnico Mano Menezes tirou Lucas, um dos jogadores mais ativos em campo, para a entrada de Wellington Nem. A reação da torcida foi rápida. Ouvia-se das arquibancadas várias palvras de protesto contra o treinador canarinho: "Adeus, Mano!"; "Volta, Felipão"; e "Burro".

Aos 36 minutos, Neymar tentou jogada individual, mas foi desarmado. No rebote Thiago Neves chutou de fora da área em cima da zaga. 

O Brasil conquistou a vitória aos 48 minutos. Neymar bateu pênalti no alto e fez o segundo gol da partida.

FICHA TÉCNICA:

Brasil: Jefferson; Lucas Marques, Dedé, Réver e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Jadson; Lucas, Neymar e Luis Fabiano. Técnico: Mano Menezes

Argentina: Ustari; Vergini, Sebá Dominguez e Desábato; Peruzzi, Maxi Rodriguez, Braña, Guiñazu e Clemente Rodríguez; Martinez e Barcos. Técnico: Alejandro Sabella

Árbitro: Carlos Amarilla (Paraguai)

Auxiliares: Rodney Ubaldo Aquino e Carlos Santiago Caceres (ambos do Paraguai)

(DOL)

Seja o primeiro a comentar. Clique aqui!

Sem Comentários

Mais de Brasil

Leia mais notícias de Brasil. Clique aqui!

EDIÇÃO ELETRÔNICA