Público lota 'Made in Pará, Made in Brasil'

Sábado, 18/08/2012, 07:25:34 - Atualizado em 18/08/2012, 20:50:13 2 comentários

Tamanho da fonte: A- A+
Público lota 'Made in Pará, Made in Brasil' (Foto: Marco Santos)
Mais de duas mil pessoas lotaram o galpão 3 da Estação das Docas para a abertura da exposição “Made in Pará, Made in Brasil” (Foto: Marco Santos)

“Finalmente alguém teve a atitude de colocar o Pará em evidência!”, exclamou a pedagoga Maria Raimunda, 68, depois de elogiar a exposição “Made in Pará, Made in Brasil”, aberta nesta sexta-feira (17), na Estação das Docas. O evento é parte do projeto Orgulho de ser do Pará, lançado pelo Grupo Rede Brasil Amazônia de Comunicação (RBA), com patrocínio da Vale, Banco da Amazônia (Basa), Vivo, Grupo Mônaco, Escola Superior da Amazônia (Esamaz) e Governo do Estado. “Made in Pará, Made in Brasil” visa a valorização da diversidade cultural do Pará e os produtos exportados, bem como as riquezas naturais. A exposição é aberta ao público e conta com a apresentação de grupos folclóricos e shows de artistas da terra.

Aproximadamente duas mil pessoas participaram do primeiro dia da exposição. O grupo de Percussão de Câmara da Vale Música abriu a programação musical, que contou também com a apresentação do grupo folclórico Muiraquitã e Arraial do Pavulagem – atração mais esperada da noite e que contagiou o público com o seu show. O Armazém 3, da Estação das Docas, ficou lotado e o público, é claro, aprovou a iniciativa do projeto.

Para o diretor-presidente do Diário, Jader Filho, a exposição é uma amostra singela do muito o que o Pará pode oferecer, por isso é importante valorizarmos as nossas manifestações culturais, as riquezas naturais e minerais. “É um momento em que damos ênfase à importância do nosso Estado. Temos a oportunidade de conhecer como o Pará é visto pelo Brasil e pelo mundo”, destacou.

O diretor do Banco da Amazônia, Eduardo Cunha, enumerou que é a terceira vez que a instituição participa do projeto. “O projeto ‘Orgulho de Ser do Pará’ e a exposição ‘Made in Pará, Made in Brasil’ têm tudo a ver com a missão do banco que é incentivar a cultura, a arte, o esporte e a produção regional, por isso estamos felizes em participar”, resumiu.

O gerente de Relações com Comunidades da Vale, Daniel Florenzano, também atentou que a proposta da exposição rege alguns princípios da empresa, já que tanto a Vale quanto o projeto primam pela valorização da cultura paraense, das riquezas naturais e minerais. “Os paraenses têm muito o que se orgulhar do Estado e valorizar o que é da terra. O Pará é um estado que cresce num ritmo considerável e isso é tão forte que não deixa de lado a sua cultura, pelo contrário, exporta para o mundo as particularidades e as raízes de um povo singular”, disse Florenzano.

A mineração é um dos temas em destaque na exposição. Este segmento econômico representa 92% das exportações do Estado – o que na opinião do presidente do Sindicato das Indústrias de Minerais do Estado do Pará (Simineral), José Fernando Gomes Júnior, é motivo para os paraenses se orgulharem da terra onde moram.

No espaço, foram montados estandes que reúnem amostras de perfumes feitos a partir dos extratos de vegetais típicos do Estado do Pará, além de joias feitas com sementes de espécies nativas. A cenografia dos estandes faz uma alusão aos contêineres que exportam para o mundo a riqueza natural e mineral da região e – a partir disto – colocam em evidência os produtos do Pará.

(Diário do Pará)

Faça seu comentário. Clique aqui!

2 Comentários

Mais de Cultura

Leia mais notícias de Cultura. Clique aqui!

EDIÇÃO ELETRÔNICA