Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Fernando Castro: amigos prestam última homenagem

Terça-Feira, 09/08/2011, 15:23:21 Ver comentário(s) A- A+

Fernando Castro: amigos prestam última homenagem  (Foto: Jaime Souzza)
Velório foi marcado por emoção (Foto: Jaime Souzza)

Fernando Vasconcelos Moreira de Castro Júnior, 64 anos, jornalista, advogado e professor universitário morreu às 5h45 da manhã de hoje (9), no Hospital Porto Dias, onde estava internado desde a última quarta-feira. Ele faleceu com infecção generalizada e pneumonia.

O corpo do jornalista foi velado na capela mortuária do Recanto da Saudade, na avenida João Diogo, no bairro do Umarizal, onde compareceram diversas autoridades, jornalistas e amigos. O corpo será enterrado no cemitério Recanto da Saudade, em Ananindeua, às 17h.

Fernando Castro – que editava a coluna Turismo, publicada aos domingos, e era integrante do Conselho Editorial do DIÁRIO. Deixou dois filhos, Fernando Vasconcelos Moreira de Castro Neto e Lígia Paes Barreto, fruto de seu primeiro casamento com a senhora Eloisa Passarinho Menezes, de quem era separado. Ele se casou posteriormente com a também jornalista e colunista Vera Castro, com quem conviveu durante os últimos 32 anos de sua vida. Com ela ele não teve filhos, mas tratava como seus os três filhos dela.

Paratur lamenta morte de Fernando Castro Júnior

O presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Adenauer Góes, informou que recebeu com tristeza a notícia da morte do colunista de turismo Fernando Castro Júnior. Para Adenauer, Fernando vai deixar uma lacuna no jornalismo especializado paraense e também na gestão pública. “O advogado e jornalista Fernando Castro Júnior escreveu de forma muito positiva seu nome na história do turismo paraense, quer como gestor público no exercício da diretoria da Paratur, quer como jornalista de turismo. Soube com rara perfeição compreender e externar a importância e o entendimento do turismo como atividade produtiva e como estratégia de melhoria de qualidade de vida”, disse Adenauer.

“A atividade turística sentirá sua falta”, garante Adenauer, que toda semana procurava estar em sintonia com Fernando, que pra ele “exercia o papel de interlocutor das boas notícias sobre o turismo e sobre as ações da Paratur para toda a sociedade paraense”.

(DOL, com informações do Repórter Raimundo Sena e da Paratur)

Leia também:

Comentários