Notícias / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Viação Forte cobra dois preços de tarifa de ônibus

Terça-Feira, 17/05/2011, 11:12:25 Ver comentário(s) A- A+

O preço da tarifa do transporte coletivo de Belém aumentou para R$ 2 e está em vigor desde ontem (16), o que não aconteceu com os transportes de Ananindeua e Marituba, municípios da região metropolitana que também circulam na capital paraense, mas que continuam com a tarifa antiga de R$ 1,85.

Daí a confusão: vários usuários de transporte coletivo de Ananindeua entraram em contato com a redação do DOL para denunciar que a empresa Viação Forte, que faz linha no trecho Ananindeua – Belém, estaria cobrando a tarifa de R$ 2, indevidamente.

Uma usuária relatou por telefone que, na manhã de hoje, pegou um ônibus em Ananindeua, na linha Cidade Nova V – Ver-o-Peso, pertencente a Viação Forte, e que teve que pagar dois reais. “Questionei com o cobrador sobre o preço, mas ele disse que era a ordem da empresa e que não podia fazer nada. Quando chegou na BR – 316, antes de entrar em Belém, subiu no ônibus um fiscal da empresa reforçando que era pra ser cobrada a tarifa de R$ 2”, contou.

A irregularidade também foi denunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Ananindeua e Marituba (Sintram). Segundo Reginaldo Cordeiro, diretor da entidade, a Viação Forte estaria obrigando os funcionários a cobrarem a tarifa de R$ 1,85 do final da linha do ônibus, em Ananindeua, até o entroncamento e, a partir daí, no perímetro urbano de Belém, cobrar o preço de R$ 2. “Essa situação está causando muita confusão e constrangimento aos cobradores, pois os passageiros querem pagar o valor menor. Sem contar que muitos funcionários estão sendo até ameaçados e correm o risco de serem agredidos”, explicou.

Devido a confusão, o Sintram irá fazer uma abordagem nos ônibus da Viação Forte na BR–316 ainda na manhã de hoje, para conversar com os cobradores que estão sofrendo com este problema. “Vamos ouvir a todos e também informar sobre o abuso por parte da empresa. Se a Forte não tomar providências, nós vamos fechar a garagem da empresa amanhã e impedir a saída dos ônibus de lá para protestar contra a situação”, ressaltou Reginaldo.

De acordo com o Departamento Municipal de Trânsito de Ananindeua (Demutran), a cobrança da tarifa de R$ 2 nos ônibus do município de Ananindeua é ilegal, mesmo que eles circulem no perímetro urbano de Belém, pois o preço da tarifa de transporte coletivo homologado pela Prefeitura Municipal é de R$ 1,85, valor que deve ser respeitado pelas empresas. Em caso da cobrança irregular da tarifa, o Demutran orienta aos usuários que denunciem o caso ao órgão.

A reportagem do DOL está tentando o contato com a empresa Viação Forte, mas ninguém atende ao telefone.

(Soraya Wanzeller/DOL)

Leia também:

Comentários