Esporte / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Vandick reafirmou desejo de ser candidato

Sexta-Feira, 08/04/2011, 10:06:41 Ver comentário(s) A- A+

Vandick reafirmou desejo de ser candidato  (Foto: Keilon Feio)
(Foto: Keilon Feio)

A derrota do Paysandu para o Bahia, na noite de quarta-feira, em Salvador, por 2 a 1, foi o assunto do dia, ontem, entre os bicolores. Antes, a maioria estava confiante na quebra do tabu de nunca o Papão ter passado à terceira fase da Copa do Brasil, mas o revés foi um balde de água fria, em especial para um ilustre alviceleste, o vereador Vandick Lima, ídolo da Curuzu, desde que jogava pelo clube, nos tempos áureos de Copa dos Campeões e Libertadores. Vandick é abnegado do Papão e acompanhou a delegação até a Bahia, sua terra natal, mas voltou decepcionado.

Ontem, dia em que completou 46 anos, ele já estava na Curuzu à tarde e comentou a eliminação do alviazul. “É um presente de grego. Eu tinha muita esperança que o Paysandu finalmente conseguisse passar à próxima fase da Copa do Brasil, até porque estava enfrentando um adversário do mesmo nível, mas infelizmente, mais uma vez, o resultado não foi o esperado”, lamenta.

Pré-candidato ao cargo de presidente do Paysandu nas próximas eleições, Vandick reafirma a intenção. “Com fé em Deus, se tiver apoio, vou me candidatar”, disse, além de comentar sobre o futuro do bicolor. O ex-jogador afirma que é preciso empenho e falou das declarações de Zé Augusto que criticou o amadorismo na Curuzu (sic). “Contratar não pode mais, encerrou. Tem que seguir até a final do Paraense e se empenhar bastante. Depois das declarações do Zé Augusto, se ficou picuinha, mágoa, tem que reunir o grupo, com diretoria e comissão técnica. E se tiver acontecido mesmo coisas erradas, amadorismo, é bom que seja corrigido. O Paysandu tem o resto do campeonato e a Série C, a vida segue”, filosofa. (Diário do Pará)

Leia também:

Comentários