Notícias / Polícia

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Acusado de estupro se joga em buraco para fugir

Sábado, 15/01/2011, 00:30:00 Ver comentário(s) A- A+

Acusado de estupro se joga em buraco para fugir (Foto: Amaury Silveira)
Pedro desmaiou quando a polícia o alcançou debaixo do assoalho (Foto: Amaury Silveira)

Depois de tentar estuprar uma garota de 11 anos, em uma casa da rua São Miguel, no bairro da Cabanagem, ontem pela manhã, foi perseguido por familiares da vítima, um rapaz identificado apenas pelo nome de Pedro. Depois, somaram-se mototaxistas e populares, que pretendiam linchar o acusado. Da rua São Miguel, a perseguição foi para a rua Santo Antônio.

Pedro invadiu o saguão de uma casa na Santo Antônio e nos fundos existia uma outra casa. Embaixo do soalho, fica um enorme alagado, com profundidade de quase dois metros. Foi lá que o rapaz se escondeu para evitar que o agarrassem.

Homens da cavalaria da PM, que faziam ronda na área, vendo a movimentação de pessoas e a aglomeração em frente ao local onde o rapaz invadiu ficaram sabendo o que ocorria. Chamaram a 5ª ZPol, que atua na área, para deter os enfurecidos populares e retirarem o fugitivo do assoalho da casa.

O local, em poucos minutos ficou tomado de PMs, aproximadamente 30 homens, e depois, mais uma guarnição da ROTAM a eles se somaram, mas ninguém conseguiu convencer Pedro a sair do alagado em que havia se metido devido ao medo de ser linchado.

Depois de duas horas, o aspirante Luciano Mangas, oficial interativo que comandava a ZPol, além do cabo Reis, tiraram os coletes e enfrentaram a poluída água do local, indo até onde estava o rapaz e o obrigaram a subir por um buraco feito no soalho da casa e assim, ser preso.

No momento em que os policiais militares o detiveram, o rapaz desmaiou, e por isso foi carregado até o carro policial, de onde o levaram para a Seccional da Marambaia. Ali, devido continuar desacordado, ou fingindo, foi chamada uma equipe da SAMU, para examiná-lo e prestar socorro.

Depois do socorro, o acusado foi autuado em flagrante no crime de estupro e foi recolhido ao xadrez, à disposição da Justiça.

A TENTATIVA

Pedro teria tentado estuprar a menina de 11 anos. Foi visto por familiares da vítima e perseguido por populares e mototaxistas.

A FUGA

Para evitar o linchamento, o jovem saiu em fuga na direção de casas vizinhas. Em uma delas, encontrou abrigo em baixo do assoalho, onde ficou escondido por 2 horas. Ao resistir à voz de prisão, policiais foram obrigados a deixar a farda para se jogar no buraco de lama. Conseguiram capturar Pedro e
levá-lo à Seccional da Marambaia. (Diário do Pará)

Leia também:

Comentários