Esporte / Pará

EDIÇÃO ELETRÔNICA

Tuna está de volta à elite do Parazão

Quinta-Feira, 23/12/2010, 01:09:21 Ver comentário(s) A- A+

Tuna está de volta à elite do Parazão (Foto: Marcelo Lelis)
(Foto: Marcelo Lelis)

A Tuna Luso Brasileira está de volta à elite do Campeonato Paraense. De forma dramática, com gol aos 47 minutos do segundo tempo, a Elite do Norte sacramentou sua classificação na última rodada, vencendo a equipe do Santa Rosa, em Mãe do Rio. De quebra, ainda terminou em primeiro lugar e conquistou o título da primeira fase do Parazão.

Com a mudança no comando técnico, saindo Zé Carlos e entrando Flávio Goiano, a equipe criou corpo, conquistando quatro vitórias seguidas. O volante Analdo e o meia fininho foram peças fundamentais nesta conquista, com excelentes atuações.

A partida de ontem iniciou com 17 minutos de atraso. A desculpa era que os jogadores das duas equipes foram trocar os uniformes. Mas, na verdade, Tuna e Santa Rosa brigavam pela classificação e rebaixamento, respectivamente, e queriam levar vantagem sobre os adversários diretos, que jogavam no mesmo horário. “Tem que ter malandragem no futebol”, admitiu o lateral esquerdo Souza, do Pantera de Icoaraci.

No segundo tempo, a partida ficou mais disputada – e mais tensa também. Ansiosos, os jogadores cruzmaltinos erravam passes, proporcionando várias chances de gol para o adversário. Mas, aos 26, Joel sofreu pênalti e explodiu de alegria a pequena torcida tunante presente no estádio. Com categoria, o meia Fininho abriu o placar.

Não deu nem para comemorar, porque logo em seguida Wanderlan empatava para o Santa Rosa. Com o término das outras partidas, jogadores e comissão técnica sabiam que dependiam apenas de um resultado positivo para se classificar. O presidente Fabiano Bastos andava de um lado para o outro nas cabines do Jaozão, muito nervoso.

Nervosos também estavam os torcedores da Tuna. O sofrimento só teve fim aos 47, quando o grandalhão Geovane aproveitou o bate-rebate da zaga do Santa Rosa e fez o gol da classificação. “Fiz promessa pra ver minha Tuna de volta. Eu não largo meu time por nada”, afirmou Vitor Hugo, estudante de 20 anos. (Diário do Pará)

Leia também:

Comentários